Bloqueio botao direito mouse

segunda-feira, 23 de julho de 2018

BURBERRY QUEIMA R$ 141 MILHÕES EM PRODUTOS


Incinerar mercadorias é uma maneira de evitar estoques parados e vendas com promoções 

A Burberry, famosa marca de moda de luxo britânica, incinerou roupas, acessórios e perfumes não vendidos no valor de 28,6 milhões de libras - o equivalente a R$ 141,7 milhões - no ano passado para preservar a marca. 

Nos últimos cinco anos, o valor total de produtos destruídos pela Burberry ultrapassa 90 milhões de libras - R$ 446 milhões. 

Empresas de moda costumam destruir mercadorias encalhadas para impedir que sejam furtadas ou vendidas por baixo preço. 

A Burberry diz que o gás carbônico emitido com a queima dos produtos foi compensado, tornando a ação "ambientalmente sustentável". 

Desperdícios na moda de luxo 

"A Burberry tem procedimentos cuidadosos para minimizar o excesso de estoque que produzimos. Nas ocasiões em que o descarte de produtos é necessário, fazemos isso de maneira responsável e continuamos a buscar formas de reduzir e revalorizar nosso lixo", disse um porta-voz da companhia. 

A empresa afirmou que o ano passado foi atípico, pois teve de destruir uma grande quantidade de perfumes após assinar um contrato com a companhia americana Coty. 

Como a Coty produziu novos estoques, a Burberry resolveu descartar 10 milhões de libras em produtos velhos - principalmente perfumes. 

Nos últimos anos, a Burberry tem se esforçado para tornar a marca exclusiva outra vez após um período em que falsificadores "colocavam a etiqueta da Burberry em tudo o que podiam", disse Maria Malone, que dá aulas sobre a indústria da moda na Manchester Metropolitan University. 

E destruir produtos indesejados é parte desse processo, segundo ela. 

"Eles estão fazendo isso para que o mercado não seja inundado por promoções. Eles não querem que os produtos da Burberry caiam nas mãos de quem possa vendê-los com desconto e desvalorizem a marca", disse Malone. 

Custos ambientais da indústria da moda 

A Burberry não é a única empresa a lidar com excesso de estoques de luxo. 

A Richemont, dona das marcas Cartier e Montblanc, teve de recomprar relógios no valor de 480 milhões de euros (R$ 2,1 bilhões) nos últimos dois anos. 

Analistas dizem que parte dos relógios seria reciclada - e o restante, jogado fora. 

Ambientalistas reclamam do lixo gerado. 

"Apesar de seus altos preços, a Burberry não demonstra respeito por seus próprios produtos, pelo trabalho duro e pelos recursos naturais usados para fabricá-los", diz Lu Yen Roloff, do Greenpeace. 

"A crescente quantidade de estoques excedentes indica que há sobreprodução, e, em vez de diminuir sua produção, eles queimam roupas e produtos em condições perfeitas." "É um segredo sujo da indústria da moda. A Burberry é só a ponta do iceberg", ela diz. 

Dilema das marcas de luxo Tim Jackson, diretor da Escola Britânica de Moda no câmpus de Londres da Glasgow Caledonian University, diz que marcas de moda como a Burberry vivem um paradoxo. 

Para satisfazer acionistas, elas devem continuar expandindo, mesmo sob o risco de "diluir sua identidade e criar excesso de estoque", disse Jackson. "Elas nunca terão como solucionar esse problema."  

Em novembro, a Burberry anunciou uma ação para "reenergizar" seus produtos. Isso inclui elevar o status da marca, fechar lojas que não estivessem em locais "estratégicos" e criar um centro de excelência para itens de couro de luxo. 

A empresa também cortou gastos, o que ajudou a aumentar os lucros. Em seu último ano fiscal, encerrado em 31 de março, a companhia reportou uma alta de 5% nos lucros, que chegaram a 414 milhões de libras (R$ 2 bilhões), com as vendas atingindo 2,7 bilhões de libras (R$ 13,3 bilhões). 

Fonte: G1

segunda-feira, 11 de junho de 2018

REDE DE HOTÉIS DE LUXO INAUGURA SEU PRIMEIRO IATE






No ano passado a rede de hotéis de luxo The Ritz-Carlton anunciou sua entrada no mercado de iates de luxo. 

A marca, que faz parte da Marriott International Luxury Brands (MILUX), levará a partir de 2020 aos mares a qualidade em serviços e instalações já consagrada em seus hotéis espalhados por todo o mundo, em destinos como Singapura, Ilhas Cayman, Porto Rico, Nova York entre outros. 

A ideia é atrair clientes de seus hotéis e de outras companhias de cruzeiros. 

A partir de 11 de Junho de 2018, poderão ser reservados os disputados lugares para as viagens inaugurais, com prioridade para membros dos programas de fidelidade Ritz-Carlton e Marriott Rewards. 

Viajantes que buscam experiências inesquecíveis, acessos exclusivos, paisagens litorâneas paradisíacas e diferentes culturas certamente irão se encantar com o The Ritz-Carlton Yacht Collection. 

Com 149 suítes com terraço privativo e ocupação máxima de 298 hóspedes, o luxuoso iate ainda contará com tratamento de spa e serviço personalizado. 

 O iate praticamente conta com um membro da tripulação para cada hóspede. Para os que curtem alta gastronomia, há cinco opções gastronômicas, incluindo o restaurante Aqua, também presente no The Ritz-Carlton Wolfsburg (Alemanha) e detentor de nada menos do que três estrelas Michelin. 

Dentre os destinos, destacam-se Ilhas do Caribe, Mediterrâneo, Nova Inglaterra (Nordeste dos Estados Unidos) e outros. 

Os viajantes contam ainda com experiências em terra em alguns dos destinos, com guia local, tornando a experiência ainda mais especial. 

Para conhecer mais detalhes, acesse o site: The Ritz-CarltonYacht Collection

segunda-feira, 28 de maio de 2018

LOUIS VUITTON LANÇA SUAS PRIMEIRAS FRAGRÂNCIAS MASCULINAS


Dois anos após o lançamento do seu primeiro perfume feminino, a Louis Vuitton vai lançar uma seleção exótica de fragrâncias masculinas no dia 1 de junho. 

Assim como os perfumes femininos, as masculinos foram criados pelo maître parfumeur Jacques Cavallier Belletrud. 

O lançamento marca o mais recente desdobramento da Louis Vuitton, que passou de um negócio de bagagens high-end para uma marca lifestyle de luxo completa, sob a gestão do CEO Michael Burke. 

Tratando-se da Vuitton, estas fragrâncias masculinas terão um preço elevado: um frasco de eau de parfum de 100 ml custa 210 € ; enquanto o travel case em couro Taïga custa 430 €. No topo da linha está o travel case de perfumes Eclipse com o tradicional monograma, sem os frascos de perfume, por 3.700 €. 

Jacques Cavallier Belletrud desenvolveu cinco fragrâncias, criadas para evocar viagens e o pioneirismo dos aventureiros. 

A fragrância "Nouveau Monde" faz referência ao explorador do século XIX Pierre Savorgnan de Brazza, cliente da Louis Vuitton, que encomendou uma cama dobrável que ficou conhecida como Brazza trunk-bed. Embora o explorador viesse a dar o seu nome à capital congolesa, Brazzaville, a ideia do perfume veio de uma brisa de chocolate maia e a sua composição da resina de cacau da Costa do Marfim transformada na região de Grasse, no sul de França. 

Os outros perfumes são: “L'Immensité", que sugere novos horizontes com traços de gengibre, labdanum e ambroxan; "Sur la Route"; "Au Hasard"; e "Orage", criado para ser "tão sombrio quanto as raízes enterradas do vetiver javanês fracionado em Grasse", o berço do perfume francês, onde o perfumista da Louis Vuitton nasceu e onde desenvolve novos perfumes para a Louis Vuitton na sua oficina criativa de última geração batizada "Les Fontaines Parfumées"

As novas fragrâncias masculinas são, em grande parte, o resultado das viagens de Cavallier, que reuniu o limão da Calábria e a bergamota; o cardamomo da Guatemala e o bálsamo do Peru, embora transformados em Grasse por destilação molecular em perfumes modernos da Louis Vuitton. 

Os fãs da marca poderão adquirir as primeiras fragrâncias masculinas da Louis Vuitton a partir do dia 1 de junho numa seleção de lojas exclusivas da marca. 

Fonte: FashIon Network

quinta-feira, 3 de maio de 2018

MONTBLANC PATRONO DAS ARTES LUDWIG II – LIMITED EDITION


Ludwig II (25 de agosto de 1845 - 13 de junho de 1886), chamado Rei dos Cisnes ou Rei dos Contos de Fadas, foi rei da Baviera de 1864 até sua morte em 1886. Ele exerceu sua propensão a elaborados castelos construindo três obras arquitetônicas: Linderhof, Herrenchiemsee e Neuschwanstein, a visão fantasiosa de uma fortaleza medieval. O cisne tornou-se seu emblema real, que é simbolicamente elevado pela Lohengrin Saga e imortalizado como um motivo de design em todos os castelos de Ludwig.

  Montblanc Patrono da Arte - Caneta-tinteiro Ludwig II 5

Esta edição, comemora a data de 5 de setembro de 1869, início  da construção do Castelo de Neuschwanstein.

Feita em ouro maciço, cravejada de diamantes, tendo o corpo ilustrado com um motivo românico que lembra os interiores luxuosos do castelo e adornado com uma incrustação de plumasserie em miniatura rodeada por um padrão guilloche.
 
O rubi baguete no anel de tampa é inspirado na faixa vermelha usada por Ludwig II em seu retrato real. A gravura no cone, em forma de torre do castelo, é tirada do selo do monarca, enquanto a coroa real de ouro no topo da tampa é definida com um diamante Montblanc, dignos de um rei.

 Limitada a apenas 5 peças.


Montblanc Patrono da Arte - Caneta-tinteiro Ludwig II 40


Feita em ouro na cor champanhe,  faz referência à idade em que Ludwig, que morreu em 1886,

A tampa em laca branca ornamentada com a aplicação à mão de um leão em ouro, símbolo da Baviera e no topo ostenta um diamante Montblanc e um rubi – lapidação baguete. O cone é ornamentado com uma fileira de rubis, acima da gravação das iniciais do rei e no clip, dois rubis incrustados nos olhos do cisne.

O corpo tem uma incrustação de penas em miniatura sob um vidro de safira, apoiado na arte da plumasserie, ou seja preparar e aplicar penas à mão. A arte da pena é cercada por um padrão guilloché no corpo de ouro maciço,  inspirado na grandiosa arquitetura de Neuschwanstein.

O elaborado desenho gravado na pena de ouro da caneta-tinteiro lembra as máquinas voadoras que Ludwig II sonhava em percorrer até seu castelo.


 Limitada a 40 peças.


Montblanc Patrono da Arte - Caneta-tinteiro Ludwig II 888

A sobreposição do esqueleto em ouro de 18 quilates na caneta é inspirada na pintura do mural na sala do trono de Shloss Neuschwanstein. 

O clipe tem a forma de um cisne, inspirado na associação de Ludwig II com a ópera Lohengrin de Wagner e seu apelido de "O Rei dos Cisnes"

A gravura em cone é inspirada no selo de Ludwig II e o emblema Montblanc no topo é feito de madrepérola. 

A coroa de Ludwig II finaliza a tampa da caneta com o diamante da Montblanc incrustado na base superior. 

A edição é restrita a 888 peças. 


Montblanc Patron of Art - Caneta-tinteiro Ludwig II 4810

A cor azul do corpo da caneta em lacado é inspirada no retrato de Ludwig II simbolizando a realeza. 

A cor branca da tampa é inspirada na pena de um cisne com uma gravura especial por baixo. Na base superior representa a coroa real. 

O clipe tem a forma de um cisne, inspirado pelo apreço de Ludwig II pela ópera de Wagner, Lohengrin, e seu apelido de "O Rei dos Cisnes"

A gravura no cone é inspirada no selo de Ludwig II e a ponta em ouro maciço de 18 quilates é gravada com a silhueta do “Schloss Neuschwanstein”. 

Restrita a 4810 peças, 

Grandes obras de arte da escrita. 



quinta-feira, 19 de abril de 2018

TOM FORD LANÇA A SUA PRIMEIRA LINHA DE RELÓGIOS



Pela primeira vez na história da grife, o designer de moda masculina Tom Ford assina um relógio próprio.

O primeiro anúncio do Tom Ford Nº001 Timepiece aconteceu em janeiro de 2017, mas só a agora a novidade chegará ao mercado. 

O relógio unissex, produzido na Suíça em parceria com a Bedrock Manufacturing Company, é retangular e muito elegante, estará disponível em quatro acabamentos: ouro, aço inox escovado, aço inox polido e aço inox opaco. 

Além disso, a pulseira do relógio poderá ser escolhida entre couro trançado, couro de jacaré, couro de bezerro e pebble leather (um tipo de textura do couro) em diversas cores. No total, serão oferecidas 62 opções de pulseira e 30 cores de couro. 

“A forma realmente segue a função, pois o case 001 foi cuidadosamente projetado para permitir um intercâmbio rápido e sem esforço de pulseiras que deslizam para dentro e para fora do gabinete de uma maneira original e direta” - diz Tom Ford. 

O preço vai girar entre US$ 2,190 e US$ 10,000 - dependendo de como for configurado, e estará disponível nas lojas próprias em todo o mundo. 

Vamos aguardar!

terça-feira, 10 de abril de 2018

MONTBLANC “PEQUENO PRINCIPE” – SPECIAL EDITION





A nova coleção da Montblanc é inspirada em um dos livros mais traduzidos no mundo, “O Pequeno Príncipe“ - clássico de Antoine de Saint-Exupéry.

A linha Meisterstück Le Petit Prince - Special Edition conta com as tradicionais canetas, com cores e desenhos que fazem referencia à história, abotoaduras, prendedor de notas, caderno e também desenvolveu uma tinta especial na cor laranja escuro, em homenagem ao pêlo da raposa do livro.

Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas! 

Os produtos já estão disponíveis nas lojas e no e-commerce da grife.

Acesse o site: Montblanc

segunda-feira, 2 de abril de 2018

AQUAZZURA ABRE PRIMEIRA LOJA NO BRASIL


Em agosto o Brasil receberá a primeira loja da Aquazzura, que vai ocupar um espaço no térreo do shopping Cidade Jardim, em São Paulo. 

Os modelos confortáveis, coloridos e elegantes da grife, fundada em 2011 pelo colombiano radicado em Florença Edgardo Osorio, desembarcam por aqui em um plano de expansão da marca, que até 2019 promete dobrar o número de pontos de venda próprios com um total de 18 endereços. 

"Estou extremamente animado em abrir nossa primeira butique na América do Sul". Como temos uma importante base de consumidores brasileiros ao redor do mundo, o próximo passo seria abrir uma butique em São Paulo para oferecer aos nossos clientes brasileiros o mundo da Aquazzura aos seus pés. Eu amo o Brasil e a energia positivados brasileiros, está muito no espírito da Aquazzura" - disse o designer. 

Edgardo Osorio é o responsável pelos pares femininos, elegantes e confortáveis que conquistaram inúmeras celebridades ao redor do mundo. 

Entre as fãs da marca estão Amal Clooney, Julianne Moore, Nicole Kidman, Jennifer Lawrence, além das catoras Rihanna e Beyoncé. 

Em vez de colocar seu próprio nome na marca, escolha de grande parte dos concorrentes da grife, Edgardo Osorio decidiu batizar seu negócio como Aquazzura - palavra que em português significa água azul e que remete ao estilo de vida despreocupado da costa italiana. 

Esse clima de leveza também aparece no design das botas Sexy Thing, das flats Belgravia e Christy e das sandálias Wild Thing, ícones da grife. 

Além de designer, Edgardo é também um homem de negócios com olhar apurado para parcerias de sucesso. 

Uma das mais marcantes foi com Claudia Schiffer, espécie de musa de Edgardo que criou oito modelos junto ao designer a partir do seu estilo de vida. 

Ela integra um grupo formado por Olivia Palermo e Poppy Delevingne. 

Edgardo também já assinou uma coleção para a Salvatore Ferragamo, onde trabalhou antes de lançar sua marca de calçados. 

Vamos aguardar! 

Fonte: Vogue Brasil