Bloqueio botao direito mouse

sábado, 27 de dezembro de 2008

SÃO PAULO POR WASHINGTON OLIVETTO


Alguns dos meus queridos amigos cariocas têm mania de achar São Paulo parecida com Nova York.

Discordo deles. Só acha São Paulo parecida com Nova York quem não conhece bem a cidade.
Ou melhor, quem a conhece superficialmente e imagina que São Paulo seja apenas uma imensa Rua Oscar Freire.

Na verdade, o grande fascínio de São Paulo é parecer-se com muitas cidades ao mesmo tempo e, por isso mesmo, não se parecer com nenhuma.

São Paulo, entre muitas outras parecenças, se parece com Paris no Largo do Arouche, Salvador na Estação do Brás, Tóquio na Liberdade, Roma ao lado do Teatro Municipal, Munique em Santo Amaro,Lisboa no Pari, com o Soho londrino na Vila Madalena e com a pernambucana Olinda na Freguesia do Ó.

São Paulo é um somatório de qualidades e defeitos, alegrias e tristezas, festejos e tragédias. Tem hotéis de luxo,como o Fasano, o Emiliano e o L'Hotel, mas também tem gente dormindo embaixo das pontes. Tem o deslumbrante pôr-do-sol do Alto de Pinheiros e a exuberante vegetação da Cantareira, mas também tem o ar mais poluído do país.

Promove shows dos Rolling Stones e do U2, mas também promove acidentes como o da cratera do metrô e o do avião da TAM em Congonhas.

São Paulo é sempre surpreendente. Um grupo de meia dúzia de paulistanos significa um italiano, um japonês,um baiano, um chinês, um curitibano e um alemão.

São Paulo é realmente curiosa. Por exemplo: têm diversos grandes times de futebol, sendo que um deles leva o nome da própria cidade e recebeu o apelido 'o mais querido'. Mas, na verdade, o maior e o mais querido é o Corinthians, que tem nome inglês, fica perto da Portuguesa e foi fundado por italianos, igualzinho ao seu inimigo de estimação, o Palmeiras.

São Paulo nasceu dos santos padres jesuítas, em 1554, mas chegou a 2007 tendo como celebridade o permissivo Oscar Maroni, do afamado Bahamas.

São Paulo já foi chamada de 'o túmulo do samba' por Vinicius de Moraes, coisa que Adoniran Barbosa, Paulo Vanzolini e Germano Mathias provaram não ser verdade, e, apesar da deselegância discreta de suas meninas, corretamente constatada por Caetano Veloso, produziu chiques, como Dener Pamplona de Abreu e Gloria Kalil.

Em São Paulo se faz pizzas melhores que as de Nápoles, sushis melhores que os de Tóquio, lagareiras melhores que as de Lisboa e pastéis de feira melhores que os de Paris, até porque em Paris não existem pastéis, muito menos os de feira.

Em alguns momentos, São Paulo se acha o máximo, em outros um horror
Nenhum lugar do planeta é tão maniqueísta.

São Paulo teve o bom senso de imitar os botequins cariocas, e agora são os cariocas que andam imitando as suas imitações paulistanas.

São Paulo teve o mau senso de ser a primeira cidade brasileira a importar a CowParade, uma colonizada e pavorosa manifestação de subarte urbana, e agora o Rio faz o mesmo.

São Paulo se poluiu visualmente com a CowParade, mas se despoluiu com o Projeto Cidade Limpa.

Agora tem de começar urgentemente a despoluir o Tietê para valer, coisa que os ingleses já provaram ser perfeitamente possível com o Tâmisa.

Mesmo despoluindo o Tietê, mantendo a cidade limpa, purificando o ar, organizando o mobiliário urbano, regulamentando os projetos arquitetônicos, diminuindo as invasões sonoras e melhorando o tráfego, São Paulo jamais será uma cidade belíssima.

Porque a beleza de São Paulo não é fruto da mamãe natureza, é fruto do trabalho do homem.

Reside, principalmente, nas inúmeras oportunidades que a cidade oferece, no clima de excitação permanente, na mescla de raças e classes sociais.

São Paulo é a cidade em que a democratização da beleza, fenômeno gerado pela miscigenação, melhor se manifesta.

São Paulo é uma cidade em que o corpo e as mãos do homem trabalharam direitinho, coisa que se reconhece observando as meninas que circulam pelas ruas.

E se confirma analisando obras como o Pátio do Colégio (local de fundação da cidade), a Estação da Luz (onde hoje fica o Museu da Língua Portuguesa), o Mosteiro de São Bento, a Oca, no Parque do Ibirapuera, o Terraço Itália, a Avenida Paulista, o Sesc Pompéia, o palacete Vila Penteado, o Masp, o Memorial da América Latina, a Santa Casa de Misericórdia, a Pinacoteca e mais uma infinidade de lugares desta cidade que não pode parar, até porque tem mais carros do que estacionamentos.

São Paulo não é geograficamente linda, não tem mares azuis, areias brancas nem montanhas recortadas.

Nossa surfista mais famosa é a Bruna, e nossos alpinistas, na maioria, são sociais.

Mas, mesmo se levarmos o julgamento para o quesito das belezas naturais, São Paulo se dá mundialmente muito bem por uma razão tecnicamente comprovada.Entre as maiores cidades do mundo, como Tóquio, Nova York e Cidade do México, em matéria de proximidade da beleza, São Paulo é, disparado, a melhor.

Porque é a única que fica a apenas 45 minutos de vôo do Rio de Janeiro. O mais importante é que com essa distância nenhuma bala perdida pode alcançar São Paulo!

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

ARMANI - 5th AVENUE


Giorgio Armani inaugura dia 18 de fevereiro seu mais novo espaço em NY - Manhattan , na Fifth Avenue.

Uma flagship de 5 mil metros quadrados distribuídos em quatro andares, com estrutura de vidro e projeto assinado pelos arquitetos Doriana e Massimilano Fukas – os mesmos que fizeram as lojas-conceito do estilista em Hong Kong e Tóquio.

Com todo o seu universo presente:
Giorgio Armani, Empório Armani, A.J, EA7, Armani Beauty, Armani Casa e Armani Café.

Para quem for conferir de perto, terá uma bela surpresa: Uma coleção de roupas, em edição limitada, batizada de “Armani/5th Avenue”. Exclusividade encontrada somente na nova loja.

É aguardar para ver...

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

PANERAI FERRARI - EDIÇÃO LIMITADA


Para quem é apaixonado pelas maquinas da Ferrari e também por relógios a Officine Panerai desenvolveu o seu novo lançamento em comemoração a Fabrica de Maranello - "California Flyback by Ferrari".

É um cronografo em aço escovado (45mm), fundo preto com detalhes em vermelho que se assemelham aos encontrados nos instrumentos dos carros da marca.Logicamente o simbolo do cavalinho rampante e o nome Ferrari, integram o design da peça.

A função "Flyback" que dá nome ao relógio, possibilita cronometragens de tempos diferentes, simultaneamente.

Sua pulseira é em couro de crocodilo, com as costuras em branco, dando um diferencial a mais.
Serão 400 unidades em edição limitada, já com fila de espera.Preço estimado em torno dos US$12,600.00


www.panerai.com

domingo, 14 de dezembro de 2008

O "TER" E O "SER"


No teu caminhar terreno esfalfa-te por acrescentar sempre algo mais às tuas aquisições materiais. Preocupas-te em demasia com o “ter”, desculpando-te por pensar nos dias de amanhã, para que nada te venha a faltar, nem aos teus.

Reconheces assim, que a vida exige de ti muito trabalho e, com isso sentes-te cansado e esgotado em tuas energias.
Ao invés de buscares com tânta ansia o “ter”, lembra-te também das aquisições espirituais que haverão de aformosear o teu “ser”, procurando a tua melhoria interior, libertando-te sobretudo do egoísmo que te leva a pensar somente nas tuas necessidades primordiais, sem te preocupares com as mínimas necessidades alheias.

Antes de “ter”, aprimora o teu “ser”. Sê bom, sê caridoso, distribuindo um pouco daquilo que hoje possas “ter”. Divide o pão que te serve à mesa, reparte com os nus a roupa esquecida no armário, dedica as tuas horas de descanso a levar um pouco de alegria para aqueles que vivem na solidão, ampara também os que sofrem, e ameniza a dor dos enfermos através de uma palavra de reconforto, de esperança e de fé.

Lembra-te sempre de que, tudo aquilo que possas acreditar como “ter”, na realidade são apenas empréstimos de Deus que te permite provisoriamente deles usufruir e fazer bom uso em favor do teu próximo.

Assim, filho meu, na tua jornada terrena perceberás que o “ter” já não te provocará tantas preocupações e não te despertará tantas ambições!
Esforça-te, porém, por “ser” um fiel servidor do Cristo, ao colocares em prática alguns dos seus ensinamentos, amando, perdoando e abençoando sempre, mesmo aqueles que se coloquem em teus caminhos, impedindo-te de mais poderes “ter”.

*Irmã Maria do Rosário – médium: Lucia Cominatto

CONCLUSÃO:
"Chegamos nesse mundo sem nada...e vamos partir dele sem nada.
Levando apenas as energias positivas daquilo que plantamos e cativamos.
Por isso, tudo que conquistarmos de bens materiais, deveram ser usufruidos com refinamento e não com ostentação."
Luís Henrique Sampaio.

sábado, 13 de dezembro de 2008

MARC JACOBS - LOUIS VUITTON


Saiba como Marc Jacobs transformou a Louis Vuittton na maior potência do luxo mundial.
O ousado e problemático estilista ajudou a quadruplicar as vendas da grife nos últimos dez anos

Uma multidão se espreme na entrada do camarim do desfile da Louis Vuitton, montado em um dos pátios do palácio do Louvre, em Paris, no início de outubro. No fundo do salão, uma montanha de câmeras indica onde encontrar Marc Jacobs, o responsável pelo show daquela tarde. Bronzeado, bem humorado, vestido com um terno escuro de risca de giz e um sapato plataforma, Jacobs repete a mesma declaração em todas as entrevistas: Nossa consumidora não quer saber de crise. Ela quer sonho, e é isso que estamos dando a ela. Os repórteres de um canal de TV japonês pedem autógrafo num pedaço de fórmica.

O estilista rabisca o nome na fórmica branca e tira fotos com os jornalistas, que saem sorridentes, enquanto a assessora de imprensa tenta impedir a aglomeração de mais jornalistas. Dois seguranças enormes e nada discretos acompanham a movimentação. Até o cantor Lenny Kravitz, uma das celebridades convidadas, tira fotos de Jacobs.


Definitivamente, há uma parte de mim que adora a idéia de ser manchete”, disse recentemente à revista New Yorker. Mas Marc Jacobs é mais do que uma celebridade fashion. Para a Vuitton, ele é a galinha dos ovos de ouro. Graças a ele, as receitas da marca quadruplicaram nos últimos dez anos, e a Vuitton conseguiu afastar o ar decadente, associado às emergentes de Miami, para atrair uma imagem moderna e descolada, ligada à Nova York de Sex and the City.


Quando Jacobs assumiu o cargo de diretor artístico da grife, em 1997, a editora da Vogue americana Anna Wintour, espécie de oráculo do mundo da moda, expressou de forma nada sutil suas dúvidas sobre o sucesso da parceria. Você pensa em Vuitton e pensa em aeroportos. A imagem da Vuitton tem sido... a de Palm Beach, declarou. Essa uma associação improvável. Talentoso, mas problemático, com histórico de uso de drogas, Jacobs tornou-se conhecido no início da década de 90, por seu desfile grunge para uma marca de luxo chamada Perry Ellis, uma ousadia que causou sua demissão. Na Vuitton, a ousadia de Jacobs foi canalizada para multiplicar os lucros. Até a sua chegada, a Vuitton era apenas uma empresa de assessórios. Depois, passou a ser uma marca de moda, diz o consultor Carlos Ferreirinha, que foi presidente da Vuitton no Brasil.


Em 98, Vuitton fez sua primeira linha de roupas e o primeiro desfile na coleção de Paris. Não que as roupas sejam propriamente um sucesso comercial. Estima-se que sejam responsáveis por cerca de 10% das receitas. Mas são uma ótima ferramenta de marketing. Elas ajudam a construir a marca, não são necessariamente para lucrar, diz um ex-executivo da Vuitton em Paris. Foi também de Marc Jacobs a iniciativa, em 2003, de chamar o artista plástico japonês Takashi Murakami para renovar as bolsas da marca. As bolsas brancas com o monograma colorido venderam, naquele ano, 300 milhões de dólares, estão entre as mais procuradas nas lojas até hoje. Já éramos grandes, mas, quando Marc Jacobs veio, ficamos ainda maiores. E avançamos muito no lado fashion do negócio, disse a EXAME Antoine Arnault, herdeiro do grupo LVMH, após o desfile.


Mas o sucesso de público e crítica não evitou que a parceria Jacobs-Vuitton tivesse um histórico de conflitos. Nos primeiros anos, Jacobs e o sócio, Robert Duffy, freqüentemente expunham em público suas divergências com a grife. Até o desembarque na Vuitton, a Marc Jacobs, criada pela dupla, era elogiada pelos críticos de moda, mas vivia em dificuldades financeiras. Uma das condições para aceitar o convite do presidente do grupo LVMH, Bernard Arnault, era que grupo injetasse capital na Marc Jacobs, e comprasse 33% da marca. Outra condição foi que o grupo contratasse o sócio, Robert Duffy, o verdadeiro homem de negócios da dupla. Depois das primeiras reuniões na sede da Vuitton, em Paris, os dois disseram à revista New Yorker estar impressionados com o grau de burocracia na tomada de decisões. A dupla também considerava que o grupo LVMH não dava a devida importância aos negócios da Marc Jacobs International, onde os CEOs não duravam mais do que alguns meses, por desentendimentos com Duffy. Os dois também se diziam descontentes com os salários, de menos de 1 milhão de dólares cada.


No final de 2004, Jacobs e a Vuitton revisaram o contrato e garantiram a continuação da parceria por mais dez anos. Os novos termos - que, além de um aumento de salário não revelado, incluíam também investimento na expansão global da rede Marc Jacobs - acalmaram a dupla. Os processos decisórios, com longas reuniões para avaliar detalhes como alças e fechos de bolsas, continuam os mesmos, e Jacobs participa deles sem reclamar. A Marc Jacobs já tem mais de 100 lojas mundo afora (a inauguração da primeira loja no Brasil está prevista para 2009), fatura mais de 350 milhões de dólares e começou a dar lucro em 2005.

Jacobs trocou seu apartamento em Paris por uma casa na região mais nobre da cidade, com vista para a Torre Eiffel (no início de outubro, uma casa de dez cômodos no mesmo bairro era anunciada nos jornais da capital francesa por 5,7 milhões de euros). Não dá para dizer, no entanto, que não sobraram arestas. Pouco antes de o desfile na semana de moda de Paris começar, todo o alto escalão da Vuitton estava mobilizado para acalmar o estilista, que reclamava do atraso de 15 minutos do dono do LVMH, Bernard Arnault.


*Fonte: Revista EXAME

OUTLETS DE LUXO


As outlets de luxo são febre na Europa e USA e agora chegando ao Brasil para conquistar o público consumidor dessa nova tendência mundial, tanto em lojas específicas como também pela internet.
A empresa JHSF, a mesma que construiu e cuida do shopping Cidade Jardim, acaba de anunciar que lançará uma outlet de luxo gigante. A loja ficará a 50 quilômetros da capital paulista e venderá produtos das marcas de luxo mais famosas do mundo.

O responsável pela obra, José Auriemo Neto, da JHSF, declarou que em consequência da outlet, suas redondezas contarão com unidades residenciais e serviços de hotelaria. Chique, não?O projeto é inspirado no Woodbury Premium Outlets - a maior ponta de estoque dos Estados Unidos, por conter 220 lojas e marcas desejadas em todo o mundo - que fica a pouco mais de meia hora de Nova York.

Já o Superexclusivo traz para o Brasil o clube fechado de descontos pela Internet.
O site disponibilizará as criações das melhores e mais famosas marcas nacionais e internacionais, com até 70% de desconto.Para ter acesso ao seu conteúdo, é preciso ser convidado por um sócio cadastrado.
O número de participantes é limitado, e a adesão e a permanência são gratuitas.As promoções duram poucos dias e são semanais. A entrega é feita no endereço escolhido em cada compra e o Superexclusivo dispõe de embalagens especiais para presente.

A segurança do site é feita por meio de criptografia de dados.Entregamos em todo o território nacional.
Cadastre-se, convide seus amigos e venha navegar pelo Superexclusivo!Para mais informações ou caso queira ser um fornecedor Superexclusivo, envie um e-mail para

CRISE MUNDIAL AFETA A PODEROSA F1


MONTECARLO - O presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Max Mosley, ficou satisfeito com as mudanças no regulamento da Fórmula 1 divulgadas nesta sexta-feira pela entidade.

Aprovadas por todas as equipes, as medidas têm como principal objetivo reduzir os gastos das escuderias no Mundial."As mudanças são um grande passo à frente. E o que é mais importante nessas alterações é que, para quem anda pelos boxes ou fica nas arquibancadas, praticamente não haverá diferenças. Será a Fórmula 1 que todos conhecemos, só que muito mais barata", afirmou o dirigente.O pacote lançado pela FIA prevê mudanças para as duas próximas temporadas.

Em 2009, os testes durante o Mundial passam a ser proibidos, os motores terão de durar quatro corridas e serão limitados a 18.000 giros, e o desenvolvimento aerodinâmico será restrito, entre outras alterações.

Para 2010, as mudanças serão mais profundas, com o fim do reabastecimento, a introdução de um projeto padrão de motores e a possibilidade de haver redução na distância e no tempo das corridas - para esta última medida, ainda será feita uma pesquisa de mercado.

De acordo com a FIA, as montadoras envolvidas na Fórmula 1 conseguirão economizar cerca de 30% em 2009. As equipes independentes, ainda segundo a entidade, poderão reduzir ainda mais seus orçamentos.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

LA GRANDE DAME BY RIVA COLLECTION




A Maison Veuve Clicquot em parceria com a famosa empresa italiana fabricante de yachts - Riva, criaram estas sofisticadas peças,” La Grande Dame by Riva Collection”

1. Cruise Collection - contém 4 garrafas La Grande Dame 98, 2 magnuns La Grande Dame 88, 6 taças de champagne Riedel; pratos, jogo americano e talheres. Preço: US$80.000

2. Cruiser Bag - edição limitada, apenas 300 foram fabricadas, contém 1 garrafa La Grande Dame 98, 2 taças de champagne e um balde de gelo. Preço:US$425

As Peças são super luxuosa, confeccionadas usando a mesma linha de design dos seus tradicionais barcos, em laca preta, mogno, couro e com detalhes cromados.

Apenas 8 unidades da “La Grande Dame Cruiser Bag By Riva” desembarcaram por aqui, todas à venda na Boutique Veuve Clicquot do Shopping Iguatemi por R$ 3.500,00
Apesar de caro aqui no Brasil, para quem curte estes mimos é bom correr!!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

LOUIS VUITTON CUP


Considerado um dos eventos náuticos mais tradicionais e importantes do mundo, a Louis Vuitton Cup, completa 25 anos em 2008 e comemora essa data com um livro histórico tanto na sua edição de arte como nas fotos.

O affair da maison francesa com as regatas e barcos vem de décadas. Nas de 30 e 40, Gastón-Louis Vuitton, fundador da marca, desenhava veleiros e navios para grandes viagens oceânicas.

Em The Louis Vuitton Cup: 25 Years of Yacht Racing in Pursuit of the America’s Cup, o designer de iates e arquiteto naval François Chevalier refaz a trajetória da corrida que serve de “treino de luxo” para os navegadores que sonham competir na disputadíssima America´s Cup.

Vale a pena ter esse livro, ele realmente é um luxo.

DIAMANTE VAI A LEILÃO


Diamante Wittelsbach, estimado em US$ 15 milhões de dólares, será leiloado na Christie's, em Londres. A jóia azul-acinzentado de 35,56 quilates é do século 17 e pertenceu a filha do rei Philip IV da Espanha, Margarita Teresa, que ganhou notoriedade quando seu pai recebeu o diamante como dote do futuro marido dela, o rei Leopoldo, da Áustria em 1664.Tempos depois a pedra foi agregada aos tesouros das coroas da Áustria e Bavaria."Será uma oportunidade única para colecionadores do mundo todo comprar esse diamante de beleza singular, que está ligado as dinastias reais de 300 anos", disse o chefe de departamento europeu da casa de leilões inglesa.

*INFORMAÇÃO ATUALIZADA EM 11/12:
O diamante foi arrematado ontem na Casa Christie's de Londres por US$ 24,3 milhões - quantia recorde, superando a previsão dos US$ 15 milhões.Foi a primeira vez que a gema azul, de uma extraordinária pureza, foi negociada, em quase 80 anos.Foi adquirida pelo joalheiro Laurence Graff.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

A JÓIA VENCEDORA DO CONCURSO AuDITIONS ANGLOGOLD ASHANTI


Convidado para mais um evento exclusivo da Joalheria Manoel Bernarde ( Belo Horizonte ), patrocinadora da Jóia vencedora da 4ª edição – Hyper Nature / Natureza Fantástica do Concurso AuDITIONS AngloGold Ashanti.

Tive a oportunidade única de ver e tocar nesse belo conjunto complexo de estruturas simples dispostas em uma trama, formado por cones irregulares, em combinação inovadora, num padrão que movimenta-se diante da luz criando sombras no ouro.

Para abrilhantar mais o evento, tivemos a palestra - Tendências de Beleza 2009/2010 de Fernando Torquatto, que é fotografo e maquiador, colunista da revista QUEM Acontece, consultor de beleza do O Boticário e atualmente trabalha na caracterização da protagonista de mini-série Maysa da Rede Globo.
Muito requisitado pelas principais celebridades e um dos mais respeitados do Brasil.

*Foto com o Presidente da Empresa, Manoel Bernardes e a jóia vencedora.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

PEÇAS DO TITANIC VIRAM RELÓGIOS DE LUXO


Falando mais em relógios, a marca suíça Romain Jerome lançou uma linha limitadíssima - Rust Titanic-DNA, usando peças resgatadas do Navio Titanic, que naufragou em 1912.

A recuperação e tratamento desse material oxidado pelos quase um século, abaixo de 3.840 metros de profundidade no Mar do Norte, ficou a cargo do próprio estaleiro que o construiu – Hartland&Wolff.

Uma das curiosidades no design dos modelos é que o fundo do visor foi feito com o carvão retirado das caldeiras do Titanic, os contadores de segundos foram inspirados nos mostradores de pressão das turbinas do navio, entre outras peculiaridades.

Pelo visto nada se perde...Tudo se transforma!


www.romainjerome.com

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

RELÓGIO DIESEL - EDIÇÃO LIMITADA


Para comemorar o seu aniversário de 30 anos a Diesel, famosa grife italiana lançou um relógio em edição limitada (modelo DZ9035) – 3.500 peças numeradas, com um design super fashion, em aço polido na cor preta com detalhes em dourado.
Suas funções básicas são: data, hora e cronógrafo. O índio moicano, símbolo da marca, está gravado na fivela da pulseira de couro de avestruz e entre o indicador das doze horas e os três pequenos contadores. Para os ajustes, o botão com textura em Clos de Paris fica na lateral.
Aqui no Brasil a previsão é de chegar apenas 20 unidades e sua aquisição só por encomenda e muita sorte!!

sábado, 22 de novembro de 2008

KAROLINA KURKOVA - UM LUXO DE MULHER


Karolina Kurkova foi eleita a mulher mais sexy do mundo pelo canal de televisão norte-americano E! Entertainment Television, informou a agência Reuters nesta sexta-feira (21).

Confira as 10 mais sexy do E! na lista abaixo:
1 - Karolina Kurkova
2 - Bar Rafaeli
3 - Angelina Jolie
4 - Gisele Bündchen
5 - Scarlett Johansson
6 - Adriana Lima
7 - Heidi Klum
8 - Penélope Cruz
9 - Manuela Arcuri
10 - Shakira*

Com certeza Karolina Kurkova , na minha opinião é sim a primeira Top Internacional, com sua beleza exuberante, super sexy e de um carísma que surpreende.

Um LUXO de mulher.


quinta-feira, 13 de novembro de 2008

AuDITIONS - ANGLOGOLD ASHANTI 2008


AuDITIONS é o maior concurso de design de jóias de ouro do mundo, promovido pela mineradora AngloGold Ashanti no Brasil, África do Sul, China, Índia e Emirados Árabes.
Focada na produção de ouro, acredita, entretanto, que sua missão não termina quando as barras do metal são entregues pela refinaria. Neste sentido, diversas ações são empreendidas para atender à estratégia global de “conquistar os corações e mentes dos consumidores, modernizando a cadeia de valores do produto de tal forma a assegurar uma base sustentada de consumidores”. Neste contexto está o AngloGold Ashanti AuDITIONS que estimula a divulgação do talento em design de jóias por todo o mundo. Soma-se a esta iniciativa, a participação da AngloGold Ashanti na OroAfrica, a maior fabricante de jóias em ouro da África do Sul, além do Gold Africa Museum, situado em Cape Town, construído e mantido pela Empresa.

Priscila Fantin, a Golden Girl, tornou-se a imagem do AuDITIONS Brasil 2008 na sua quarta edição, por causa de seu relacionamento com as questões ambientais, com as quais a atriz está envolvida desde a sua infância, filha de um consultor ambiental, foi recentemente convidada pela ONU para representar o Brasil em um encontro que acontecerá em maio em Nova Iorque. Ao ser convidada para encarnar a Golden Girl do AuDITIONS Brasil 2008, a atriz viu no tema do concurso deste ano Hyper Nature - Natureza Fantástica - uma oportunidade de falar e lutar por causas ecológicas que considera essenciais.
A singularidade das 24 jóias finalistas reflete as mais importantes tendências comportamentais da atualidade: a interação do homem com a natureza e a busca pela sustentabilidade do planeta.

*Foi uma noite hollywoodiana, com um show de Ney Matogrosso e um desfile para a premiação das peças vencedoras – Categoria Designer e Categoria Revelação.
Após a solenidade um coquetel foi servido ao seleto grupo de convidados “VIP”, autoridades, celebridades, nacionais e internacionais, que circulavam maravilhadas com tanto brilho.
A cada edição que participo, bi-anualmente, me surpreendo com tamanha beleza e organização. Me sinto lisonjeado, pois é um evento de importância global do segmento.
Parabéns mais uma vez a todo o grupo e organizadores da AuDITIONS - AngloGold Ashanti.

Luís Henrique Sampaio
LH Consultoria – Mercado de Luxo

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

UM BRILHO NAS CAMISAS MASCULINAS


A Montblanc reedita com exclusividade a abotoadura em formato de pirâmide, em aço polido e no seu ápice um diamante de 43 facetas que foram precisos, 8 anos para se chegar ao formato da sua famosa logo, representando os seis glaciais do maciço Mont Blanc.

Essa abotoadura já havia sido confeccionada para a comemoração dos 100 anos da Montblanc em edição limitada em 1906 peças numeradas.Apenas dois conjuntos vieram para o Brasil e já enfeitam os punhos dos seus seletos possuidores. Agora boa sorte, para conseguir uma jóia dessas, pois também será raridade por aqui.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

DUBAI MALL O SHOPPING DOS SHEIKS



"Dubai Mall", na cidade de Dubai é o complexo mais aguardado dos Emirados Arabes.O empreendimento impreciona pela grandeza: 165 lojas internacionais com uma avenida dedicada exclusivamente ao luxo e mais 160 restaurantes. Já na chegada os visitantes serão recepcionados com um serviço vip e especial de "Vallet".

Na chamada “Avenida da Moda”, grifes famosas como: Louis Vuitton, Giorgio Armani, Versace, Gucci, Ermenegildo Zegna, Hermès, Burberry, Roberto Cavalli, Ralph Lauren, Pucci e Marc Jacobs estarão disponíveis para os sheiks e multimilhonários, ávidos por gastar.

Devido a sua grandiosidade, o Dubai Mall será dividido em áreas para facilitar o acesso a setores específicos.
Lojas de departamentos famosas como a Bloomingdale’s e a Galeria Lafayette, também terão suas filiais.

No que se refere ao entretenimento o público vai conhecer e se maravilhar com o "Dubai Aquarium & Discovery Centre", com mais de 2,6 milhões de litros de água salgada e peixes de ecossistemas do mundo inteiro, incluindo o australiano, considerado um dos mais bonitos e fascinantes da natureza.

*Veja o espetacular video sobre o "Dubai Mall"

www.metacafe.com/watch/98125/dubai_mall/

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

"PRÊMIO TOP EXCELÊNCIA EMPRESARIAL"


A ONEP - Organização Nacional de Eventos & Pesquisas vem pelo presente comunicar que a LH Consultoria – Personal Consultant, foi eleita para receber o prêmio de destaque nacional ”Top Excelência Empresarial/2008”,obtendo o índice de indicação satisfatório em âmbito regional na preferência dos entrevistados que mais votaram nesse ramo de atividade.

Objetivo: Reconhecer o alto padrão de excelência e qualidade dos serviços e produtos de empresas que atuam com destaque e credibilidade gerando resultados positivos no mercado globalizado.

Metodologia da Pesquisa de Seleção: Anualmente a O.N.E.P. - Organização Nacional de & Pesquisas, seleciona e destaca produtos e serviços de empresas e instituições com as melhores condições de competitividade do mercado com rigorosos critérios e estratégias de seleção que visem a qualidade. O levantamento estatístico é feito por meio de questionários apresentando os mais variados ramos de atividades econômicos, que são enviados a um seletivo banco de dados formados por empresas privadas e estatais, formadores de opinião, imprensa, órgãos governamentais, entidades, instituições e sindicatos de classe de todo território nacional. Os quais são convidados à indicar clientes, fornecedores, colaboradores, parceiros e outros que considerem atuando dentro dos critérios apresentados.

*Me senti orgulhoso com essa premiação, pois é fruto de uma dedicação profissional e “Premium”. Aos amigos, clientes, parceiros que sempre acreditaram no meu trabalho.Obrigado.
LUÍS HENRIQUE SAMPAIO
LH PERSONAL CONSULTANT

Foto do evento:Recebendo o prêmio das mãos do jornalista Paulo Bianchini

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

MOTOAURA - CELULAR DE ESTILO


O MOTOAURA, super celular que a Motorola está em vias finais de lançar, ao preço de US$2.000.
Segundo se comenta, a idéia da fabricante é criar uma grife por trás do celular, agregando valor a de uma “jóia”, algo semelhante com a linha Prada da LG ou do Tag Heuer Merediist.

O AURA tem dimensões de 9,68x4,76x1,59cm, pesando 145g e é o primeiro handset do mundo a ter 16 milhões de cores em tela circular. O aparelho tem tecnologia de fabricação suíça no melhor estilo artesão, com lente de safira, câmera de 2Mpixels, 2GB de memória, Bluetooth, microUSB, quad-band, conectividade 3G, microSD, player multimídia e bateria de até 7,3 horas.

EAU D'HADRIEN


Annick Goutal, pianista e também famosa prefumista francesa, com mais de 25 prefumes no seu staff, criou há 27 anos uma fragrância masculina chamada, “Eau D´Hadrien” , Inspirada pelo livro de Marguerite Yourcenar – “Memórias de Adriano”, como uma forma de expressar as emoções evocadas pelo personagem do Imperador Russo.Com notas de limão siciliano, grapefruit, manjericão, uva e cipestre, que evocam o calor do sol do Mediterrâneo. Umas das fragrâncias mais bem sucedidas e mais vendidas da marca até hoje, irá lançar uma edição especial e limitada para o Natal.

Será um kit, composto de um eau de toilette (100ml), uma miniatura do perfume (15ml) e um shower gel (50ml).

Aqui no Brasil o preço estimado é de R$ 390,00
É um dos meus perfumes preferidos para o dia a dia.

Annick Goutal Fragrances

sábado, 25 de outubro de 2008

CRISE PASSA LONGE DO MERCADO DE LUXO


Venda de produtos para a classe A segue em alta
Geórgea Choucair

“Crise? Que crise? Pergunte ao Bush.” A fala do presidente Lula há poucas semanas causou polêmica, num momento em que as turbulências nos mercados financeiros entravam em sua fase mais aguda. Hoje se aplica muito bem ao segmento de luxo, que ignora a crise.

Os problemas passam longe da classe A, que segue comprando perfume francês, roupa de grife, imóvel de alto padrão, jóia e carro importado. “O mercado de luxo não tem crise. O cliente compra”, afirma Luis Henrique Sampaio, consultor especializado no setor. O desempenho das atividades voltadas para o público de altíssima renda em Belo Horizonte confirmam a fala do consultor, que acompanha executivos em lojas de grife, joalherias, restaurantes e serviços.


Diversas empresas chegaram a registrar sentido inverso nos negócios: aumentaram as vendas. “É como se fosse uma bolha de indignação. O cliente que perdeu muito dinheiro na bolsa de valores vem comprar um carro para se presentear com algo que compense. É como se fosse uma forma de amenizar o sofrimento”, afirma Miguel Albino, superintendente-geral da Audi Carbel.


Na concessionária, o modelo mais barato da Audi custa R$ 132 mil. Os mais caros podem chegar a R$ 700 mil. Em outubro, as vendas da loja aumentaram 40% em relação aos meses anteriores. “Pode ser que seja uma venda sazonal, mas a procura cresceu”, observa Albino. Para este ano, a concessionária estima crescimento de 30% nas vendas, em relação a 2007. “Mas já para 2009 o mercado não deve ficar tão aquecido”, pondera o executivo. Nas joalherias, a situação não é diferente. As marcas mais luxuosas vendidas na Manoel Bernardes, como as suíças Rolex e Omega e a alemã Mont Blanc, não sofreram nenhum arranhãozinho nas vendas. “As compras dos produtos de marca são emocionais, não são racionais.


Os produtos mais genéricos, que têm valor mais baixo, foram os que sofreram queda de procura”, afirma Manoel Pereira Bernardes, presidente da joalheira. É o caso, por exemplo, das carteiras, vendidas nas lojas por preços a partir de R$ 80. “O tráfego diminuiu na loja, mas as vendas de produtos com preços acima de R$ 8 mil, como as jóias com pedras brasileiras, não tiveram queda na procura”, observa Bernardes. Perfumes e cosméticos importados também estão com as vendas em dia. “O perfume é amante da mulher e do homem.


Com crise ou sem crise, a pessoa quer andar perfumada. Não houve queda de vendas das nossas marcas internacionais”, afirma Daniela Chen, diretora da Importadora Chen. Ela observa, no entanto, que os produtos estão com os preços da cotação do dólar antiga. “Os fornecedores ainda não repassaram a alta da moeda. As vendas estão mantidas porque os preços não foram reajustados”, diz. No segmento de vestuário, o cenário é o mesmo. “Ainda não sentimos o efeito da crise”, afirma Érika Mares Guia, diretora da loja M&Guia.


Ela ressalta, no entanto, que os produtos já tinham sido importados antes da alta do dólar. “Tenho prazo até o lançamento da coleção de inverno para ver como a situação vai ficar. Se o dólar não cair, pode ser que comece a atrapalhar as vendas”, afirma Érika. Com ou sem crise, a marca começa a se lançar no projeto de “democratizar o luxo”, com produtos da marca a preço médio de R$ 475.


A franquia em Belo Horizonte da grife de luxo de armários e closets Ornare conseguiu bater a cota de vendas. “E as encomendas para o Natal já estão 20% maiores do que no ano passado. As pessoas querem estar com a casa pronta para o fim de ano. Não sentimos queda nas vendas”, afirma Márcia Mancini Araújo, proprietária da loja. A marca faz móveis de alto padrão para quartos, salas, home theaters e escritórios. Está presente em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Belo Horizonte e em Miami, nos Estados Unidos.


Equilíbrio No segmento imobiliário, a crise tem dois lados. “Temos aquele cliente que espera para ver como vai ficar a situação, com medo da crise. Outros estão mudando os investimentos e voltando as aplicações para os imóveis”, afirma Ítalo Gaetani, diretor-superintendente da construtora Castor, que atua há 26 anos no mercado de alto luxo. Os imóveis da construtora têm preço a partir de R$ 1,8 milhão. As vendas para 2008, segundo Gaetani, devem ficar entre 20% a 25% acima de 2007. “Até agora não fomos atingidos pela crise. Nossa expectativa é de que não haja mudança nos números. Mas somos uma economia global. O dia em que a bolsa e o dólar estiverem estáveis, vou enxergar um patamar mais equilibrado”, diz.


*Minha participação na matéria veiculada no Jornal Estado de Minas - 25/10/08

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

O RELÓGIO MAIS CARO DO MUNDO


A Vacheron Constantin, uma das marcas suiças mais famosas no mundo da relojoaria, foi solicitada por um colecionador europeu a criar uma peça única, com design exclusivo e que possui funções inusitadas: calendário para anos bissextos, calendário lunar, tabela com nomes das constelações do universo, tabela com as fases e idade da lua, indicação dos horários do nascer e pôr do sol, fuso horário, regulador de tourbillon e calendário tradicional.

Este relógio será fabricado com materiais nobres e será muito mais precioso e valioso do que o modelo criado em 2005 pela marca para comemorar seus 250 anos, que na época levou o título de relógio mais caro e mais complicado do mundo, vendido por US$1.5 milhões e existem apenas sete desses no mundo.
Já este está orçado em US$ 6,5 milhões.
Com certeza uma obra de arte.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

O LUXO EM PERFUME


A marca Serge Lutens, empresa pertencente a Shiseido que possui uma única loja no mundo, localizada precisamente em Paris no Palais Royal tem como diferencial, vender seus produtos com exclusividade, não podendo nem exporta-los.
Isso se deve a filosofia de levar a sério a essência do luxo: ser um produto raro, caro e com poucas unidades de fabricação.

O perfume El Attarine, nome árabe definido pelo próprio perfumer, será relançado em uma edição limitadíssima, pois só seram vendidos 30 frascos de 75 ml - cada um por 850 euros.

Eles são decorados com uma estampa moura em preto e traz algumas leves modificações na essência

Nos países árabes, “attarin” significa cheiro doce e tudo que tem a palavra “attar” se refere à fragrância, essência ou sabor. Segundo palavras do próprio Serge Luttens, “Attarine não é uma porta fechada, não se faz um perfume apenas com seu nariz”.


A edição normal de El Attarine custa 110 euros e pode ser comprada somente nos salões Shiseido du Palais Royal. Eles fazem entregas somente pela Europa.

LOUIS VUITTON - MONOGRAMOUFLAGE


A Louis Vuitton lançou uma nova estampa para as suas já renomadas malas, bolsas e acessórios.

Chamada de “Monogramouflage” é uma criação entre Marc Jacobs e Takashi Murakami, sendo ele um dos mais talentosos artistas japoneses dos anos 90 e hoje uma referência no mundo das artes.

A proposta é uma camouflage, confeccionada em couro verde, bege, tendo o logo na cor preta.
Bem ao estilo militar, só que com um toque de glamour.

A coleção já faz parte do estoque das lojas aqui no Brasil
Vale conferir.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

A ELEGÂNCIA DO COMPORTAMENTO


Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento.
É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.
É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto.
É uma elegância desobrigada.
É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam.
Nas pessoas que escutam mais do que falam.
E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.
É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas.
Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.
É possível detectá-la em pessoas pontuais.
Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está. Oferecer flores é sempre elegante. É elegante não ficar espaçoso demais.
É elegante você fazer algo por alguém, e este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para o fazer.
É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.
É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.
É elegante retribuir carinho e solidariedade.
É elegante o silêncio, diante de uma rejeição.
Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.
Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante.
É elegante a gentileza...Atitudes gentis falam mais que mil imagens...Abrir a porta para alguém...É muito elegante dar o lugar para alguém sentar...É muito elegante Sorrir, sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma...Oferecer ajuda...
É muito elegante olhar nos olhos ao conversar é essencialmente elegante.
Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural pela observação, mas tentar imitá-la é improdutivo.
A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social.
Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os inimigos é que não irão desfrutá-la. Educação enferruja por falta de uso.
E, detalhe: não é frescura...

*Adaptação de texto extraído do Livro: “Educação enferruja por falta de uso” do pintor francês, Henri Toulouse Lautrec (1864-1901).*


terça-feira, 14 de outubro de 2008

PALESTRA SOBRE DIAMANTES.


“A tendência do diamante será eterna!
Beleza incomparável, elegância, moda, consagração ao luxo”

Em um evento super exclusivo na sede da Joalheria Manoel Bernardes em Belo Horizonte, aconteceu a primeira palestra em Minas Gerais de Laura Pedroso.Sua participação no mundo do luxo foi através de uma galeria de arte, a Mole Hole Art Gallery, de Los Angeles, na qual trabalhou por dois anos.Algum tempo depois de retornar ao Brasil, tornou-se relações públicas da Joalheria H. Stern, onde sua carreira ascendeu por mais de seis anos.Em 2001 foi contratada para dirigir a Tiffany & Co. e se especializou em diamantes. Permaneceu frente à operação até 2004.Hoje continua atuando no mercado de luxo, mas levando sua experiência para uma área diferente, o turismo.É também responsável pelo site Luxo Virtuoso no Brasil.*

Foto do evento com :
- Laura Pedroso (Palestrante)
- Paulo Bernardes (Proprietário)


segunda-feira, 13 de outubro de 2008

NOVO TEMPLO DO LUXO EM SÃO PAULO


O grupo Jereissati, proprietária do Shopping Iguatemi, tem como projeto a construção de mais um templo do luxo em São Paulo, mais precisamente no Itaim.

O JK Iguatemi tem uma concepção moderna e arrojada, pois irá incorporar além do Shopping um prédio voltado ao "business", assim como nos atuais Market Place e Villa Lobos, que hoje pertencem ao grupo.

São Paulo tem um crescimento no setor do luxo em torno de 23,2% e isso estimula novos empreendimentos. O Brasil é considerado um dos mais dinâmicos mercados emergentes do mundo.

É esperar para ver.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

FRATINA COM ROLEX E CARTIER NA DASLU


Em evento super concorrido, na Daslu, a conceituada Joalheria Fratina reinaugurou seu novo espaço incluindo Rolex e Cartier, todas em ambientes separados e exclusivos.

Foi uma noite de glamour, regado a champagne com muita gente bonita e varias celebridades circulando e apreciando as jóias, relógios e acessórios.

Lá serão comercializadas as peças mais valiosas e sofisticadas da joalheria.
Conferi tudo de perto, e pude degustar de toda a essa beleza.

Recebendo uma atenção especial dos proprietários e de toda equipe presente, me senti gratificado pelo convite e saber que temos no Brasil uma Joalheria de padrão internacional.

Parabéns.

* Fotos do evento com:
- Bruno e Meybe Waisman (Proprietários)
- Martha e Raquel (vendas)

Confira mais fotos acessando:

http://www.daslu.com.br/hotnews-galeria.php?id=627

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

BOUTIQUE VEUVE CLICQUOT - SÃO PAULO

A Veuve Clicquot inaugurou uma boutique itinerante, no Shopping Iguatemi no piso Faria Lima, que ficará apenas quatro meses, mais precisamente, até dia 31 de dezembro.

É uma experiência inédita, pois essa está sendo a primeira loja sazonal das Américas e a terceira do mundo, sendo as outras duas na Alemanha e na China.
O Brasil é considerado um dos maiores mercados da Clicquot e um evento como esse acaba fortalecendo ainda mais a marca.
O Shopping Iguatemi foi escolhido, porque além de agregar um público extremamente seleto e de muito bom gosto, se mostra um lugar que é a cara de São Paulo.

A loja tem como carro chefe as champangnes, mas também produtos que só são vendidos no centro de visita da fábrica em Reims, na França, como rolhas herméticas, canetas, taças super estilizadas, o balde vintage da linha Prestige assinado por Pablo Reinoso, entre outros. Imperdível!

Lá estive e comprovei tudo “in loco”, sendo muito bem atendido pela equipe super profissional e carismática da loja.
Parabéns...

Foto com:
Maria Eliza - gerência
Antonia e Mariana – vendas.

domingo, 21 de setembro de 2008

O LUXO SEM ETIQUETA

O cara desce na estação do metrô de NY vestindo jeans, camiseta e boné,encosta-se próximo à entrada, tira o violino da caixa e começa a tocar com entusiasmo para a multidão que passa por ali, bem na hora do rush matinal.

Durante os 45 minutos que tocou, foi praticamente ignorado pelos passantes, ninguém sabia, mas o músico era Joshua Bell, um dos maiores violinistas do mundo, executando peças musicais consagradas num instrumento raríssimo, um Stradivarius de 1713, estimado em mais de 3 milhões de dólares.

Alguns dias antes Bell havia tocado no Symphony Hall de Boston, onde os melhores lugares custam a bagatela de 1000 dólares. A experiência, gravada em vídeo, mostra homens e mulheres de andar ligeiro, copo de café na mão, celular no ouvido, crachá balançando no pescoço, indiferentes ao som do violino.

A iniciativa realizada pelo jornal The Washington Post era a de lançar um debate sobre valor, contexto e arte.A conclusão: Estamos acostumados a dar valor às coisas quando estão num contexto. Bell era uma obra de arte sem moldura. Um artefato de luxo sem etiqueta de grife.

Veja o video:
video

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

GIORGIO ARMANI - O LIVRO


Foi com orgulho que recebi das mãos do supervisor Natan (dir.) e do gerente Eduardo (esq.) da loja Empório Armani Shopping Iguatemi, São Paulo, o livro com a tragetória do Imperador Giorgio Armani.
Essa obra literária pode ser considerado uma jóia, de rara beleza e luxo.
Na Empório Armani, não sou tratado como cliente, nem eles por mim são tratados como vendedores.
Tenho um carinho todo especial por essa equipe tão competente e os considero amigos me sentindo em casa.
Eles tem sempre como objetivo principal, satisfazer ao máximo o cliente, com muito profissionalismo e dedicação.
Como consultor de marketing e imagem pessoal, me sinto gratificado com o trabalho realizado por eles aos meus clientes e amigos que lá vão.
Como consultor na área de mercado de luxo o grupo Armani é um império fantástico sob a batuta do único responsável e criador: GIORGIO ARMANI.

Obrigado a toda equipe.
Luís Henrique Sampaio.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

JOALHERIA PIANEGONDA NO BRASIL


Franco Pianegonda é um renomado joalheiro de Vicenza, Itália.
Abriu a sua empresa em 1994 e logo seu talento começou a ser notado na tradicional joalheria italiana pelo seu diferencial no tocante ao design inovador e contemporâneo contrapondo o tradicional existente.

Usando a sua criatividade nas misturas de ouro prata e pedras preciosas, rapidamente alcançou projeção internacional, hoje presente em vários países incluindo Europa, América, Ásia, África e Oceania.

Em 2006 foi eleito como “Young Businessman in Fashion” , graças as suas conquistas no seleto mercado do luxo.
Ganhou também o premio “China Awards”, por ser a melhor marca de luxo nesse país.

Agora a grife Pianegonda desembarca no Brasil, mais precisamente em São Paulo nos Jardins, com todo esse staff.
Seus planos futuros são os de abrir 5 ou 6 lojas no país, no curto período de 4 anos.

Franco Pianegonda esteve presente no evento de inauguração da loja dando suporte e uma atenção especial aos clientes.
Foi um evento único onde tive o prazer de ser convidado e o privilégio de conhece-lo.

Foto da noite de inauguração com Franco Pianegonda

Veja mais fotos do evento acessando:
http://wishreport.ig.com.br/?p=4760

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

RELOGIO VUITTON BY MARC JACOBS


A bola da vez da marca francesa Louis Vuitton é o lançamento da linha de relógios Emprise - a primeira criada pelo diretor criativo da marca há mais de 10 anos, Marc Jacobs.
O modelo masculino da linha é uma releitura dos modelos de relógios luxuosos da década de 70, feito em ouro e cravejado com diamantes - tem a pulseira preta com couro de jacaré com fecho de ouro, lembrando a famosa fechadura das bolsas e malas da marca.
O toque final fica por conta dos ângulos da caixa quadrada que reproduzem os cantos dos tradicionais baús da marca. Ele chega às lojas brasileiras até o final do mês.

A peça é feita na Suíça, país onde estão os melhores relojoeiros do mundo e tem garantia de cinco anos.

www.vuitton.com

domingo, 7 de setembro de 2008

JOALHERIA GRAFF



A joalheria Graff apresentou aquele que será um dos mais valiosos colares já feitos no mundo com 224 quilates.
O The Promise é um colar feito com 26 diamantes brancos perfeitos, lapidados a partir do 15º. maior diamante já encontrado, que pesava 603 quilates em estado bruto.
O diamante foi encontrado em 2006 na mina de Lesotho, na África do Sul. O maior diamante extraído da pedra pesa 75 quilates.
A lapidação levou 18 meses para ser concluída, em Antuérpia, na Bélgica.
Os executivos da Graff não divulgaram o preço do colar.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

"AVIÃO-HOTEL"


Será inaugurado em dezembro, na Suécia, o primeiro avião-hotel do mundo - criado para funcionar em terra firme dentro de um Boeing 747, o famoso Jumbo. Batizado de Jumbo Hostel, o avião já está posicionado na entrada do aeroporto internacional de Arlanda, em Estocolmo.

O hotel terá 25 quartos, incluindo uma suíte de luxo localizada no cockpit do jato, com visão panorâmica do tráfego aéreo em Arlanda. No total, o Jumbo Hostel acomodará 85 pessoas, com três camas em cada quarto. O avião que abriga o hotel é um Boeing modelo 747-200, construído em 1976. O jato estava parado no aeroporto de Arlanda desde 2002, quando a companhia aérea Transjet foi à falência.

Reforma Ao ouvir falar do Jumbo abandonado, o empresário sueco Oscar Diös, dono de uma rede de pequenos hotéis, não hesitou em arrematar o jato para expandir o seu negócio. "Felizmente, fui o primeiro a ter a idéia de transformar aviões em hotéis, e agora pretendo levar o conceito do Jumbo Hostel a outros países", disse à BBC Brasil o empresário sueco. Para ser transformado em hotel, o Jumbo passou por uma ampla reforma. Os 450 assentos foram arrancados.

O avião ganhou uma decoração moderna, mas alguns itens originais, como no cockpit, foram preservados. Os quartos têm cerca de seis metros quadrados de área e altura de três metros. Os mais luxuosos estão situados na parte superior do avião. Todos estão equipados com telas de TV planas, nas quais também será possível checar os horários de partida de todos os vôos.

Do Jumbo Hostel, serão apenas cerca dez minutos a pé até os pontos de check-in do aeroporto. "É a alternativa perfeita para aqueles que precisam pegar o avião de manhã cedo e não querem acordar de madrugada", diz Oscar Diös. "Arlanda é também um ponto central para a visita a várias atrações turísticas da Suécia, como o Hotel do Gelo", destaca. Todo o avião oferece acesso sem fio à internet.

Banheiros e chuveiros estão situados nos corredores. Na parte superior do avião, é possível ter suítes com dependências privadas. Preços Segundo o empresário sueco, os preços serão de cerca de US$ 50 por pessoa. Um quarto com três camas custará, portanto, US$ 150. Mas também será possível fazer reservas individuais para uma cama (como no sistema dos albergues para a juventude). A suíte localizada no cockpit do avião deverá custar em torno de US$ 300. E para interessados, será possível também reservar toda a parte superior do Jumbo - a antiga primeira classe - por cerca de US$ 500. "Ainda estamos finalizando os detalhes da decoração, mas estas são as estimativas de preços", disse o empresário.

Quem quiser, poderá reservar até todo o avião para festas particulares, mas Diös prefere não revelar o preço. O empresário sueco observa ainda que o Jumbo Hostel não será simplesmente um hotel: o avião estará aberto a visitantes, que poderão inclusive experimentar a sensacão vertiginosa de caminhar na asa de um Boeing 747. O próximo passo do empresário será identificar novas oportunidades para a criacão de uma cadeia Jumbo Hostel de aviões-hotel. "Se alguém tiver um avião abandonado no Brasil, me avise", concluiu Diös.

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

WARREN BUFFET


Houve uma entrevista de uma hora, na CNBC, com Warren Buffet, um dos homens mais ricos do mundo, que recentemente fez uma doação de 31 bilhões de dólares para a caridade. A seguir, alguns aspectos interessantes de sua vida.

1. Comprou a sua primeira ação aos 11 anos, e hoje lamenta tê-lo feito tardiamente! As coisas eram baratas naquele tempo...
Incentive seus filhos a investirem.

2. Comprou uma pequena fazenda aos 14 anos, com as economias oriundas da entrega de jornais. Pode-se comprar muitas coisas com pequenas economias. Incentive seus filhos a iniciarem algum tipo de negócio.

3. Ainda vive na mesma casa modesta, de 3 quartos , no distrito de Omaha, a qual comprou após se casar, 50 anos atrás. Diz ele que tem tudo o que precisa naquela casa. Sua casa não possui muros nem cercas. Não compre mais do que você 'realmente precisa', e incentive seus filhos a fazerem e pensarem o mesmo.

4. Dirige seu próprio carro para todo lugar, e não tem motorista particular, nem equipe de segurança à sua volta. Você é o que é...

5. Nunca viaja em jato particular, embora seja proprietário da maior companhia aérea privada do mundo. Pense sempre num jeito de realizar as coisas de maneira econômica.

6. Sua empresa, Berkshire Hathaway, possui 63 companhias. Escreve apenas uma carta anual aos principais executivos destas companhias, dando-lhe as metas para o ano. Nunca promove encontros nem os convoca habitualmente. Nomeie as pessoas certas para as missões certas.

7. Transmitiu aos seus executivos somente duas regras:
Regra nº 1: não perca nenhum centavo do dinheiro de seu acionista.
Regra nº 2: não se esqueça da regra nº 1.
Estabeleça metas e certifique-se de que as pessoas nelas se concentrem.

8. Não costuma freqüentar a alta-sociedade. Seu passatempo, após chegar em casa, é fazer ele mesmo um pouco de pipoca e assistir a televisão. Não tente se mostrar, simplesmente seja você mesmo e faça aquilo que gosta de fazer.

9. Warren Buffet não usa telefone celular, nem tem computador sobre sua mesa.

10. Bill Gates, o homem mais rico do mundo, encontrou-se com ele, da primeira vez, cinco anos atrás. Bill Gates achava que nada tinha em comum com Warren Buffet. Portanto, programara seu encontro apenas por meia hora. No entanto, quando Gates o encontrou, este encontro perdurou por dez horas, e hoje em dia, Bill Gates o considera o seu guru. Seus conselhos aos jovens:
'Fique longe de cartões de crédito e empréstimos bancários, invista o seu dinheiro em você mesmo, e lembre-se:
A. O dinheiro não cria o homem, mas é o homem quem criou o dinheiro.

B. Viva a sua vida da maneira mais simples possível.

C. Não faça o que os outros dizem - ouça-os, mas faça aquilo que você se sente bem ao fazer.

D. Não se apegue às grifes famosas; use apenas aquelas coisas em que você se sinta confortável.

E. Não desperdice o seu dinheiro em coisas desnecessárias; ao invés disto, gaste nas coisas que realmente precisa.

F. Afinal de contas, a vida é sua ! Então, por que permitir que os outros estabeleçam leis em sua vida ?'

'As pessoas MAIS FELIZES NÃO TÊM, necessariamente, as 'MELHORES'COISAS. Elas simplesmente APRECIAM tudo que têm'.

domingo, 10 de agosto de 2008

LUXO E MASCULINIDADE


Muita gente já escreveu na história que o luxo efeminizava o homem. Por outro lado, em vários momentos da história ocidental e em muitas outras culturas o luxo era quase que um privilégio dos homens. No mundo moderno o luxo começou a ser reconhecido como um atributo essencialmente feminino.

As mulheres ganhavam a fama de 'gastadoras' com as ditas futilidades das roupas e jóias, mais preocupadas com a vaidade e a vida do consumo e das veleidades. O homem sempre teve seus caprichos, luxos e excentricidades também. O universo do luxo masculino parecia muito distinto dos produtos do universo cor de rosa feminino.

O homem burguês valorizava carros, tecnologia, motocicletas e alguns acessórios caros como relógios, canetas e terno sob medida. Mas frente aos inúmeros prazeres materiais e artigos de prestígio feminino não significavam nada. Hoje o homem se liberta deste grilhão e também busca poder na posse e consumo de certos bens de prestígio, deleite e vaidade pessoal e nas veleidades finas e caras, tanto quanto a mulher.

Embora o mundo das roupas e da moda e da conversa da moda parece ser ambiente quase que exclusivo das mulheres, a cor, o brilho, certos materiais e a preocupação narcísica com o look pessoal já pertenceram também ao universo masculino. Até o século XVIII, a roupa do homem ainda era muito coloridas e ornamentadas. Usavam-se rendas e veludos, sedas e bordados nas roupas, chapúes e sapatos. Não dispensavam perucas, jóias e até maquiagem. Mas o puritano burguês era um homem mais econômico e contido nas aparências. Não se inspirava no guarda roupa da corte e desprezava o ar esnobe e feminilizado dos nobres e dandies.

O modelo taylorista era minimalista e funcional, vestia-se de forma simples: roupas escuras e austeras. Não se dispensava o alfaiate e a roupa elegante e sob medida, fraques e casacas, cartolas e sapatos finos dos bons alfaiates e das lojas finas de Carnaby Street na West London. O poder e o prestígio vinham do gosto discreto, da discrição elegante e preferência pelo preto e pelo cinza, como mostra muito bem John Harvey em seu livro 'Men in Black'. As mulheres usavam trajes mais claros e vivos, cores e brilho, adornos e sedas caras.

Herdeiro desta herança burguesa e protestante o homem moderno ainda ousa pouco e respeita a cartilha da moda masculina: cores e tons sóbrios, camisas claras e alguma cor e brilho nas gravatas. Mas não se abre mão do luxo e das marcas de prestígio nas roupas e acessórios no dia a dia, no lazer e no trabalho.

Camisas sob medida da Charvet ou as clássicas da Gucci ou da Ermenegildo Zegna de ótimos tecidos lindos e sofisticados, as gravatas da Hermés, Louis Vuitton, Giorgio Armani, Versace, e Burberry, os famosos sapatos da Prada, com design inconfundível, matéria prima inigualável e muito conforto, os lindos e clássicos sapatos da Bottega Venetta e os sapatos clássicos de John Lobb e Salvatore Ferragamo e os famosos mocassins Tod's ganham cada vez mais clientes endinheirados que não se importam de pagar até 100 vezes mais por estes produtos.

Os relógios Rolex, Frank Muller, Patek Philippe, Cartier, Panerai, mais modernos, estilosos e únicos, fazem sucesso juntos com os perfumes, os óculos de sol, e centenas de outras linhas de produtos assinados pelos estlistas, designers e marcas de luxo internacionais.

Quem disse que o homem contemporâneo não é consumista e vaidoso?

sábado, 9 de agosto de 2008

O CONSUMO DO LUXO



O fenômeno do consumo do luxo não é recente. O homem sempre conviveu, adorou e amaldiçoou seus obscuros objetos de desejo, mas o que é atual são o tratamento e o sentimento burguês em relação ao novo luxo, a estetização da sensibilidade do consumidor moderno, o refinamento e a sofisticação das suas escolhas e a profusão de artigos oferecidos e comunicados: a inflação de signos do dispêndio e da soberba.

A transformação do perfil de consumo e do consumidor do luxo ampliado só pode ser entendida dentro da dinâmica interna destes fluxos e das transformações psicográficas ocorridas nas últimas décadas: a mudança nos padrões de vida dos profissionais e das famílias metropolitanas internacionais, com um incremento no nível de renda e uma maior sofisticação no consumo destes grupos, aliada as transformações tecnológicas das ultimas décadas, a melhor qualidade e funcionalidade dos produtos e uma extensão de linhas de produtos mais segmentados e superiores em refinamento também são aqui analisadas como fatores centrais para a compreensão do fenômeno do luxo expandido.

O consumidor-cliente do luxo sempre foi e será uma fração da elite que concebe os produtos de luxo como insignias e símbolos máximos de seu privilégio e exclusividade. Estes adquirem e não se importam de pagar muito caro em nome do prestígio da tradição. Há os excursionistas do luxo, que de vez em quando se presenteiam com itens luxuosos mas de valor absoluto relativamente baixo: perfumes, acessórios, bebidas e roupas de marca.

Há também os "lançadores de moda" - os também denominados fashion victims, cool people, vanguardistas e trendsetters - que pagam mais caro por lançamentos ou edições limitadas de certos itens como objetos de mobiliário, roupas e acessórios, e pagam caro para ser vistos em restaurantes, clubs e cafés-butiques da moda. Um outro subsegmento ou categoria bastante consumista, que tem padrões de despesas discricionárias mais elevadas são os "caçadores de status", que buscam notoriedade e posição na hierarquia social a partir de um jogo de aparências, posses e consumos.

E por fim, o consumidor hedonista narcisista, que consome o luxo menos pelo status e diferenciação, mas pelo conforto, qualidade e emoção de determinados bens de prestígio: um cruzeiro pelo Mar Egeu, uma semana na Polinésia Francesa ou esquiando em Copper Mountain; um jantar no Plaza Athènée de Paris e um fim de semana no Ritz; um banho de Efurô e produtos de beleza de Estée Lauder; a emoção de dirigir uma Ferrari ou de velejar num Ferreti.

OS SEGMENTOS DE PRODUTOS DO MERCADO DO LUXO


De acordo com Castarèdes, há várias tipologias das atividades da indústria do luxo. Baseado por uma abordagem por segmentos o autor define as principais:

TRANSPORTES: automóveis, motocicletas, iates, aviões, helicópteros particulares.

USO PESSOAL: alta costura, prêt-à-porter de luxo, perfumaria, acessórios de moda e couro, calçados, cosméticos, relojoaria, jóias e bijuterias de luxo.

LAZER: cruzeiros, clubes, esportes (pólo, caça, golfe), hotelaria.

SERVIÇOS DE MESA: cristais, prataria, louça.

HABITAÇÃO: residências, decoração de luxo (tapeçaria, peças de arte, iluminação).

ALIMENTAÇÃO: champanhes, vinhos e destilados, comidas finas, restaurantes de luxo.

O novo luxo se constrói em torno de alguns segmentos e setores principais: carros, motocicletas, relojoaria-joalheria, perfumes e cosméticos, acessórios de couro e moda, vestuário, mobiliário, marcas de alimentos e bebidas de prestígio. Mas são as características de elegância e prestígio das marcas que lhes conferem fama e deferência. A luxurificação se constrói, portanto, em cima do glamour e dos legados das marcas e de seus criadores.

Jean Castaréde em sua obra O luxo – Os segredos dos produtos mais desejados do mundo – vai fazer uma taxonomia do luxo, elencar seus principais segmentos e formular estratégias de marketing para gestão das marcas de luxo.
Segundo o autor, temos uma concepção estratigráfica onde há basicamente três círculos do luxo. Estrategicamente há o circulo central, formado pelos produtos top de linha do luxo: o alto luxo ou luxo extremo, acessível a uma pequena e ínfima parcela da população.

Depois envolvendo este círculo menor e ancorado na tradição dos primeiros, encontramos um círculo maior, mais recente e em constante desenvolvimento: o luxo intermediário, constituído por objetos refinados envoltos na mesma aura de elegância e bom gosto, mas extensões, ancoragens ou derivações do luxo tradicional. São artigos de marca e de maior acessibilidade, mas ainda de preços elevados e proibitivos à grande parte da classe média.

Num terceiro nível encontramos o círculo dos objetos de luxo mais acessíveis e em geral de distribuição menos seletiva e de maior exposição na mídia e na publicidade, explicado pela natureza de suas categorias como produto: perfumes, bebidas, alimentos, cosméticos, acessórios de moda e roupas do prêt-à-porter de moda.

Se o círculo de luxo excessivo é de artigos de alta costura, da alta joalheria, das obras de artes e das pratarias e louças finas e raras, dos automóveis de luxo, dos iates e palacetes, cruzeiros e esportes de elite o universo do luxo intermediário são dos produtos do prêt-à-porter, dos acessórios de moda de marca, dos objetos de couro, canetas e da indústria de jóias e relógios de linhas menos sofisticadas, mas com a identidade das marcas tradicionais.

Os agentes do setor de luxo são formados por inúmeras empresas de diferentes tamanhos e funções, atuam em diferentes segmentos, mas são todos em geral, fiéis ao aos princípios e as regras da criação/produção e gestão do luxo. O mix de marketing do setor de luxo respeita certos ‘dogmas’ inquestionáveis: distribuição seletiva, inovação criadora, estilo refinado, apresentação impecável, apelo intemporal, design assinado e originalidade.

Claro que a política de marketing é flexível ao setor de atuação, as oscilações do gosto do consumidor, da dinâmica social e histórica e as diferenças culturais dos consumidores nas diferentes localidades ou sociedades.