Bloqueio botao direito mouse

sábado, 3 de outubro de 2020

HENNESSY X.O. BY FRANK GEHRY – LIMITED EDITION

 

O arquiteto renomado mundialmente Frank Gehry já projetou algumas das atrações, empreendimentos residenciais, edifícios comerciais mais procurados do mundo. Agora, ele firmou uma parceria com a marca Hennessy X.O. para projetar uma garrafa de edição limitada do 150º aniversário do conhaque, inspirado na cultura e na paisagem da região de Cognac, na França.

Gehry é conhecido por seu estilo desconstrutivista, um movimento na arquitetura pós-moderna em que os elementos parecem fragmentados ou propositalmente desconexos. Para a criação do decanter, a inspiração não foi diferente. A garrafa é uma mini obra-prima baseada no local de nascimento do Hennessy X.O., com seu rico solo e localização no rio Charente. A fundição do ouro com o vidro buscar imitar a textura da superfície do rio fluindo sobre as rochas.

O arquiteto, responsável pelo Museu Guggenheim em Bilbao e pela Fundação Louis Vuitton em Paris, inspirou-se na história da Hennessy X.O. e procurou desenhar um decantador para que o precioso líquido respeitasse a cultura francesa e a história da marca, ao mesmo tempo em que traz um design inovador.

A marca Hennessy X.O. foi criada por Maurice Hennessy em 1870 e o primeiro conhaque a ser elaborado foi o “Extra Old”. Hennessy inicialmente criou a bebida para compartilhar entre família e amigos. Definindo um padrão de excelência no mundo do conhaque, Hennessy X.O. apresenta uma mistura elegante e complexa do “eaux-de-vie” e pertence a uma garrafa distinta projetada por Gérald de Geoffre, um membro da família Hennessy, em 1947.

O perfil de sabor do Hennessy X.O. é dividido em sete etapas, incluindo notas doces, calor crescente, borda picante, chamas fluidas, calmaria de chocolate e crunches de madeira. O atual master blender Renaud Fillioux de Gironde o chama de “um conhaque para cada momento”.

Os designs de Gehry sempre foram feitos para serem sinceros, e o projeto com a Hennessy não foi diferente. “Com a Hennessy, a cultura é um compromisso com a excelência, desde as pessoas que fazem as barricas até os provadores. Eles querem excelência em tudo o que fazem e querem o equipamento da Hennessy X.O. para fazer jus ao sabor ”, disse ele.

Haverá apenas 150 garrafas numeradas individualmente com a assinatura de Gehry, cada uma custando US$ 17 mil. Uma edição limitada também, mas mais ampla, inspirada na obra de Gehry, estará disponível em todo o mundo por US$ 200. Os lucros da obra-prima do aniversário irão para a Unfinished Business, uma iniciativa que ajuda pequenas empresas por meio de recursos financeiros e de orientação em meio aos desafios da Covid-19.

Fonte: ForbesLife

 

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

LOUIS VUITTON LANÇA PROTETOR FACIAL CONTRA A COVID-19

 
 
 

 Capaz de mudar de cor em contato com o sol, acessório conta com uma faixa de cabeça elástica para se adaptar em qualquer formato de cabeça; preço não foi revelado
 
Mesmo com o avanço nos testes de algumas vacinas contra a Covid-19, os cuidados com a higiene e o distanciamento social ainda devem ser colocados em prática por tempo indeterminado. 

Pensando nisso, a grife lança um acessório para proteger os fashionistas de plantão: um protetor facial próprio, o LV Face Shield. 

Sabendo que o mercado de máscaras faciais de luxo já está bastante aquecido, a grife francesa deu um passo a frente da concorrência e desenvolveu a peça considerando "estilo e proteção", conforme anunciou via um comunicado à imprensa especializada.

Segundo o anúncio, o acessório muda de cor em contato com o sol — protegendo o usuário da radiação ultravioleta (UV) — e conta com uma faixa de cabeça elástica para se adaptar em qualquer formato de cabeça. Ao alocar a “viseira” para cima, como bônus, você ainda ganha um estiloso boné. 

O face shield,  chega às lojas da marca em todo o mundo no dia 30 de outubro, como parte da coleção Cruise 2021.

O preço do acessório ainda não foi divulgado.

 

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

PLAYSTATION 5 FOLHEADO A OURO - LIMITED EDITION



A empresa inglesa Truly Exquisite, especializada na confecção de itens exclusivos de alto luxo, como iPhones folheados a ouro e tênis cravejados de brilhantes, vai começar nesta quinta-feira (10) a pré-venda de sua mais nova criação: o PlayStation 5 folheado a ouro 24 quilates. 

A versão do console com drive óptico sai pela bagatela de £8.099,00 (R$ 56.500,00), enquanto o modelo totalmente digital, sem drive, custará £7.999,00  (R$ 55.800,00). 

Também há uma versão em Ouro Rosé 18 quilates que sai por £8.199,00 (R$ 57.200) na versão com drive e £ 8.099,00 na totalmente digital (R$ 56.500). 

Se dinheiro não é problema, você pode optar pela versão folheada em platina, por £8.299,00 e £8.199,00 - disco ou digital, cerca de R$ 57.800,00 e R$ 57.200. 

Todos os modelos incluem, além do console, dois controles DualSense e um headset 3D Pulse, todos folheados no mesmo metal do console. 

Os consoles serão enviados em uma caixa de madeira de luxo, que também serve como display , com seguro e frete grátis para qualquer lugar do mundo. 

Segundo a Truly Exquisite , apenas 250 unidades de cada modelo serão produzidas.

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

BURBERRY SE TORNA A PRIMEIRA MARCA DE LUXO A VENDER MÁSCARAS DE PROTEÇÃO





A coleção com as máscaras será apresentada oficialmente ao público em setembro, com direito à transmissão ao vivo da passarela. Porém, a Burberry já disponibilizou o acessório no seu e-commerce. Por lá, a histórica estampa da grife adorna duas versões do modelo, uma em bege e outra em azul pastel. 

Nomeado como Vintage Check, o item é confeccionado em algodão e recebe a tecnologia antimicrobiana e antiviral HeiQ Viroblock. 

O selo está entre os primeiros têxteis a serem testados, e sua eficácia é comprovada contra o novo vírus Sars-CoV-2. Segundo a Forbes, a linha de filamento tecnológico foi aprovada pela Diretiva Europeia de Dispositivos Médicos para uso antiviral. 

As máscaras podem ser higienizadas e reutilizadas na rotina. Vale relembrar que somente a utilização do protetor não garante a eficácia contra a Covid-19, ele tem que ser usado em conjunto com outras boas práticas, como higienizar as mãos e evitar aglomerações. 

Segundo a grife, parte dos lucros das vendas será destinada ao Fundo Comunitário Covid-19, administrado pela Fundação Burberry. 

“Temos o orgulho de doar 20% do preço de venda de cada máscara facial ao Burberry Foundation COVID-19 operado pela The Burberry Foundation (instituição de caridade registrada número 1154468) para apoiar as comunidades afetadas pela pandemia em todo o mundo”, explicou a grife em comunicado. 

Lançada em abril de 2020, a fundação ajudou a desenvolver comunidades locais na Ásia, na Europa, na América e na África. 

A Burberry também doou 160 mil equipamentos de proteção individual, como aventais e máscaras, além de ter financiado pesquisas para o desenvolvimento de vacinas. Também apoiou instituições que fornecem alimentos a afetados pela pandemia. 

Vale destacar que a Burberry enfrentou um momento de incertezas, como qualquer outra marca, em meio ao surto da Covid-19. As vendas da empresa despencaram 48% desde junho do ano passado. A marca perdeu cerca de 241 milhões de libras. 

Fonte: Metrópoles

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

O HOMEM DA MÁSCARA DE OURO



Preocupado com a crise que a pandemia causou em diversos setores da economia global, um bilionário chinês, cuja identidade não foi revelada, decidiu colaborar com a joalheria israelense YVEL, da qual é um cliente. 

O ricaço solicitou, então uma encomenda inusitada. Ele queria comprar a máscara protetora mais cara que a YVEL conseguisse produzir. 

Os designers Orna e Isaac Levy, donos da companhia, empregaram 250g de ouro 18k e 3,6 mil diamantes cravados manualmente, mais de 25 artesãos trabalharam para produzir e criar uma peça de US$ 1,5 milhão . 

O dinheiro vai ajudar a empresa a manter em dia os salários dos seus 150 funcionários, durante a pandemia. E como o objetivo também é proteger o usuário do coronavírus, a máscara oferece o mais alto nível de filtragem (N99) e atende aos rigorosos padrões da OMS. 

Neste singular mercado, Levy, dono da empresa Yvel, declarou que o comprador tinha outras duas exigências: que fosse concluída até o final do ano e que fosse a mais cara do mundo. Essa última condição, disse ele, “era a mais fácil de cumprir”.


Neste singular mercado, Levy, dono da empresa Yvel, declarou que o comprador tinha outras duas exigências: que fosse concluída até o final do ano e que fosse a mais cara do mundo. Essa última condição, disse ele, “era a mais fácil de cumprir”.Fonte: undefined - iG @ https://ultimosegundo.ig.com.br/colunistas/tulio-ribeiro/2020-08-09/chines-compra-por-us15-milhao-a-mascara-mais-cara-do-mundo.html
Neste singular mercado, Levy, dono da empresa Yvel, declarou que o comprador tinha outras duas exigências: que fosse concluída até o final do ano e que fosse a mais cara do mundo. Essa última condição, disse ele, “era a mais fácil de cumprir”.Fonte: undefined - iG @ https://ultimosegundo.ig.com.br/colunistas/tulio-ribeiro/2020-08-09/chines-compra-por-us15-milhao-a-mascara-mais-cara-do-mundo.html

domingo, 2 de agosto de 2020

CONSUMIDORES DE MARCAS DE LUXO ADQUIREM NOVOS HÁBITOS


A pandemia de covid-19 alterou os hábitos dos consumidores de alto padrão no Brasil. De acordo com um levantamento inédito realizado pela Hibou, empresa de pesquisa e monitoramento de mercado e consumo, os critérios de escolha e formato de compras dentro da indústria de luxo mudaram para sempre. 

Mais da metade dos consumidores de marcas de luxo (64%) já adotou o hábito digital para realizar suas compras. 42% afirmaram que serão cada vez mais multicanal em sua nova rotina, enquanto apenas 27% pretendem manter o hábito antigo de comprar nas lojas físicas. 

Dados da pesquisa também revelaram que preocupações com a saúde aumentaram. Para a grande maioria dos clientes do nicho (91%), ser transparente com os procedimentos de higiene de espaços e peças e com o cuidado da equipe são fatores que colocam a marca na lista das favoritas ou não. 

“O luxo se baseia em qualidade e estilo, e por isso vai continuar existindo, mas as marcas agora precisam se engajar com mais proximidade e trazer consigo mais responsabilidade social e ambiental – fatores que os consumidores estão mais de olho”, explica Ligia Mello, coordenadora da pesquisa. 

Os consumidores de luxo não prezam apenas pelo nome; para 64%, as empresas favoritas precisam colaborar com a geração de empregos e ajudar pessoas do grupo de risco durante a pandemia. 

Metodologia 

O estudo partiu de um cruzamento de algumas pesquisas proprietárias e análises personalizadas dentro do mercado de alto padrão. A Hibou entrevistou em maio 500 consumidores brasileiros da classe social A, sendo 78% mulheres e 22% homens, heavy buyers de roupas e acessórios de luxo. O questionário foi aplicado em formato digital. 

Fonte: Money Times

sábado, 25 de julho de 2020

ROLEX DAYTONA QUEBRA RECORDE E SE TORNA O RELÓGIO MAIS CARO DO MUNDO




O relógio Rolex Daytona de referência 16516 foi comprado por US$ 3,27 milhões (aproximadamente R$ 17,77 milhões) no leilão de relógios da Sotheby’s, em Hong Kong, ultrapassando sua alta estimativa de pré-venda de US$ 1 milhão (R$ 5,43 milhões).

Então, o que torna o relógio tão especial? 
De acordo com a casa de leilões, é o único Daytona de platina conhecido com um mostrador feito em pedra lápis-lazúli. Portanto, o relógio, que foi fabricado em 1999, pode ser um dos poucos relógios de platina produzidos naquele ano.

“Enquanto a Rolex produzia Daytonas automáticos apenas em aço inoxidável, ouro amarelo, ouro branco e aço e ouro há muitos anos, agora foi confirmado que um cliente de muita sorte recebeu uma obra-prima única em 1999, e há rumores de que Patrick Heiniger, o famoso CEO da Rolex, usava um Daytona automático de platina ”, escreveu a Sotheby’s em seu site.

O relógio também apresenta o famoso movimento automático do calibre 4030 com 31 jóias, que foi baseado no movimento Zenith El Primero. De fato, a Rolex substituiu esse movimento Zenith um ano depois em 2000 pelo seu próprio calibre automático de cronógrafo interno.

Além disso, o relógio tem o exclusivo mostrador lápis-lazúli é ajustado a uma pulseira de couro turquesa brilhante com um fecho dobrável de platina.

Por fim, a caixa de 40 mm é fabricada inteiramente a partir de metais preciosos e possui uma parte traseira aparafusada clássica. Também está gravado com “XII 1998” e possui o número A171132.