Bloqueio botao direito mouse

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

DANIEL LIBESKIND – O HOMEM DO VIDRO

Luminosidade paulistana:
Fã das transparências, o arquiteto diz ter se inspirado na luz
de São Paulo para criar projeto do prédio.


Transparências:
Projeto do Marco Zero, em Nova York,
que Libeskind coordena (à dir.),
e do paulistano Vitra, (à esq.),
prédio residencial que traz cobertura de R$ 20 milhões


Daniel Libeskind, que coordena a reconstrução do Marco Zero em Nova York, fala sobre seu projeto brasileiro: um prédio envidraçado com apartamentos de até R$ 20 milhões.


Quem observa o polonês Daniel Libeskind com seu visual popstar de botas de caubói e jaqueta de couro, não imagina que ele participe da reconstrução do maior marco arquitetônico de Nova York.

Libeskind faz parte do time de arquitetos envolvidos na ocupação do Marco Zero, onde ficavam as Torres Gêmeas (derrubadas em 11 de setembro de 2001). Com a fala mansa, num tom quase inaudível, ele explica que o projeto do memorial às vítimas do ataque terrorista também é seu e que a obra está avançada.

“Em setembro de 2011, o mundo vai ver o memorial, a Freedom Tower e a Torre 4 prontos”, disse ele. O arquiteto, radicado nos EUA, esteve em São Paulo divulgando um projeto residencial, o Vitra. O nome não é à toa. Ele é um amante do vidro. “É um dos grandes materiais da arquitetura moderna. Uso-o em todos os meus projetos”, afirma.

Os apartamentos do Vitra serão totalmente envidraçados, do teto ao chão, e terão entre 580 m2 e 640 m2, além da cobertura, de 2 mil m2.

Os preços variam de R$ 9 milhões a R$ 20 milhões. “O prédio será equipado com placas solares, que fornecerão energia para o sistema de aquecimento.
O vidro utilizado filtrará os raios do Sol, diminuindo o consumo de ar condicionado e de energia do prédio. O uso do vidro foi uma demanda identificada entre os nossos clientes. Por isso optamos pelo Daniel Libeskind”, disse José Auriemo Neto, presidente da incorporadora do projeto, a JHSF.

“Quando crio um projeto penso não só em quem vai morar nele, mas em quem vai conviver com ele. O vidro proporciona elegância e leveza à paisagem urbana”, afirma Libeskind, que disse que se inspirou numa característica paulistana que muito o impressionou, para criar o projeto.


“A luz da cidade. É incrível!”, disse ele, empolgado – com certeza, nas seis vezes que ele visitou São Paulo, Libeskind não foi apresentado ao céu cinzento e poluído da capital paulista.


Fonte: ISTOÉ Dinheiro - Nº edição: 687

7 comentários:

Mayara disse...

Para nos corretores "Off Market", será um empreendimento do seculo em São Paulo. Vamos aguardar!

Vicente Coimbra disse...

São Paulo sempre com os seus empreendimentos inovadores e milionários.

Marketing disse...

Vai ser um monumento arquitetônico com certeza, tinha que ser em SP, como você sempre diz...

Alcides disse...

Um projeto de conceito moderno e arrojado. Vai fazer a diferença.

Soraya Barros disse...

Quero ver quando ficar pronto, vai ser de babar mesmo!

Juliana disse...

A versatilidade do vidro moldada por um artista da arquitetura atual.

Luxo disse...

Mercado classe A cresce e se sofistica. Um empreendimento como o Vitra vem cada vez mais consolidar este objetivo no Brasil.