Bloqueio botao direito mouse

segunda-feira, 20 de junho de 2011

MÍDIAS SOCIAIS PARA AS MARCAS DE LUXO


A agência nova-iorquina Abrams Research publica estudo sobre
o papel das mídias sociais na gestão de marcas de luxo.


Mais de 75% dos usuários de Internet considerados ricos usam ativamente as mídias sociais. É embasada nessa constatação que a agência especializada em mídia digital e social, Abrams Research, propõe análises e estratégias relacionadas às mídias do momento.

De acordo com a agência, a correta utilização das mídias sociais, a partir de uma estratégia bem desenvolvida, pode levar a marca a ganhar tanto a curto quanto a longo prazo. É fundamental, no entanto, sempre oferecer experiências on-line únicas, para continuar obtendo resultados positivos.

Para isso, os gestores devem lembrar que discussões envolvendo as suas marcas surgem na Internet sem que haja controle ou direção. Decidir fazer parte delas, em circunstâncias nem sempre desejadas, é um fator essencial para a construção do nível de influência a se ocupar.

O guia explica, em cinco passos, como melhor controlar e utilizar mídias sociais para estabelecer um canal direto com o consumidor e promover a força que uma marca tem, em termos dos diferenciais que agrega no processo de escolha de um produto pelo cliente. São eles:

1 - Traduzir elementos únicos para plataformas sociais.

Uma boa estratégia digital e social primeiramente identifica qualidades essenciais que definem a marca, coloca-as em contextos relevantes e então entrega mensagens para o público. Consistência estética e funcional on-line e off-line é primordial, acompanhada de objetivos quantitativos, referências do mercado e métricas avaliando e monitorando desempenhos.

2 - Adaptar práticas de negócio ao modelo de negócio on-line.

Partindo dos elementos que definem a marca, é relevante desenvolver campanhas de acordo com a mensagem e o meio escolhidos de maneira específica e diferenciada daquilo que já é utilizado. O consumidor digital sabe reconhecer o que é propaganda, relações públicas e conteúdo autêntico.

3 - Identificar e expandir públicos.

Os consumidores tendem a formar conexões com marcas de personalidade. O desafio é promover e, ao mesmo tempo, manter a aura de exclusividade. Uma maneira é associar bloggers proeminentes, capazes de conectar e controlar desejos de negócios e de seus leitores. É positivo estreitar a comunicação com ofertas customizadas, como o acesso de comunidades a eventos e vendas particulares.

4 - Dar poder aos consumidores.

Os apreciadores on-line buscam conteúdo para entretenimento, às vezes também para o fortalecimento de sua marca pessoal e para compartilhar com seus grupos. Além disso, criar conteúdo tem sido um processo colaborativo. Marcas podem estipular plataformas interativas que unam as experiências dos consumidores com a narrativa da marca, fazendo com que se tornem parte da identidade do outro. Informação aprofundada e pessoal, como partes dos arquivos históricos da marca, fotos de consumidores e conversas on-line, por exemplo, humanizam a relação e fazem a personalidade da marca brilhar.

5 - Gerenciar relações com os clientes.

Dedicar recursos à gestão de relacionamento com clientes é imprescindível. Inicialmente, regras devem ser estabelecidas antes da entrada nas mídias sociais. É importante reconhecer clientes satisfeitos ou insatisfeitos com a marca, mostrando que alguém está escutando e verbalizando esforços para promover mudanças e colocar em prática as ideias sugeridas. Assim, empresas de luxo conseguem desde ligações especiais com o consumidor até a criação de embaixadores da marca e o crescimento das vendas on-line.

Além dos cinco passos, a interatividade também é destacada como diferencial das mídias sociais. Fóruns e discussões são fontes de opiniões e troca de informações, capazes de influenciar desde experientes consumidores até iniciantes e os que almejam fazer parte do universo do luxo.

Colocações sobre mobilidade complementam os estudos. Aplicativos atualizam, educam e divertem, revitalizando marcas consagradas. Seguem paralelamente às considerações sobre vantagens do comércio eletrônico de luxo com preços reduzidos. A priori indesejada, a exposição pode ser vantajosa quando bem administrada.

O guia ainda comenta o uso de outras plataformas que servem o mercado. Destaca a importância da criatividade, característica inerente a marcas que têm, em seu conjunto de qualidades, a inovação contínua. Contemporâneas, elas e as ferramentas digitais proporcionam a evolução surpreendente que move o segmento e impulsiona o mundo rumo ao extraordinário.

Para saber mais:

Abrams Research:
www.abramsresearch.com

Social Media Guide for Luxury Brands:
http://abramsresearch.com/AR_SMedia_Guide_Luxury.pdf

Fonte: Gestão do Luxo

5 comentários:

Gizele Keller disse...

Como sempre, sensacional a matéria e uma alias, ÓTIMA DICA. Cada vez mais o mercado de propaganda on line está vendo e colhendo resultados. São sem dúvidas muito favoráveis a marca se associada a uma conduta.

Gizele Keller

Marketing disse...

Com certeza as mídias sociais são uma ferramenta indispensável nos dias de hoje.
Ótimo o post, abrindo a semana sempre com sucesso. Parabéns!

Fabiana disse...

Luiz,

Parabéns! Como sempre, matérias de conteúdo essencial para nosso aprendizado no varejo. Sempre direciono suas postagens à nossos gerentes para que se mantenham atualizados. Fabiana

Juliano Mendes disse...

A mídia social é uma realidade indispensável hoje no varejo.
Perfeito!

Patricia Godoy disse...

Showwwwwwwwww!!!!!Recomendo a Todos meus queridos Friends!!!!
Imperdível!!!!!Bjcas!!!!