Bloqueio botao direito mouse

quinta-feira, 17 de março de 2011

JOALHERIA GARRARD - PARA PRINCESAS MODERNAS


A joalheria britânica Garrard existe desde 1735, e voltou a dar o que falar quando o príncipe William presenteou Kate Middleton com um anel de noivado da grife, no final do ano passado

Qual seria a mais simbólica, a mais marcante, a que evocaria as mais belas histórias e sentimentos? Provavelmente, se essa pergunta fosse feita dois anos atrás, as respostas se dividiriam entre um solitário Tiffany ou um Trinity Cartier. Mas desde o fim de 2010, esse podium romântico ganha um novo competidor de peso.

Novo, é modo de dizer, é claro, afinal, a grife inglesa Garrard existe desde 1735, mas sua fama ganhou nova dimensão quando, no final do ano passado, a futura princesa da Inglaterra, Kate Middleton, ganhou do príncipe Harry a aliança de noivado que havia sido da princesa Diana.

Com estilo inconfundível, a jóia traz uma safira azul de 12 quilates escoltada por 14 diamantes e seu design é tão contemporâneo que ela nem parece ter sido criada nos anos 1980, quando, dizem as boas e más línguas, foi comprada pelo príncipe Charles por 65 mil dólares.


A foto oficial do casal (que rodou o mundo) mostra a peça, que reflete as características da Garrard e traz à tona sua história. Robert Garrard assume sozinho o controle da que então era uma sociedade joalheira em 1802, quando dá nome à empresa.

Com seu falecimento, em 1818, seus filhos Robert Garrard II, James e Sebastian o sucedem nos negócios.

Declarada fornecedora oficial da corte britânica em 1843, pela rainha Vitória, a grife assumiu também a responsabilidade de manter e cuidar das jóias da coroa britânica e a própria coroa real. Hoje já acumula seis gerações de reis franceses entre seus clientes.

A diadema do rei Jorge IV, o cetro do soberano e a tiara da rainha Mary estão entre as preciosidades sob a guarda – e a manutenção – da Garrard. Para se ter idéia, em uma das imagens mais conhecidas da rainha Vitória, a soberana aparece com uma pequena coroa de diamantes feita pela Garrard em 1870.


Mas não foi apenas sua ligação com a realeza que tornou a marca imortal. As alianças produzidas pela marca, de um modo geral, são verdadeiros sonhos de consumo devido, principalmente, a dois fatores.

O primeiro chegou a inspirar a Tiffany: são seis garras estilizadas que prendem a pedra (normalmente um brilhante, no caso de alianças) à base do anel.

O segundo é a lapidação desenvolvida pela grife inglesa, batizada de “eterna”, em que as facetas da pedra se assemelham a pétalas, o que propicia uma difusão da luz ainda maior do que a média dos diamantes proporciona.


Ela foi desenvolvida pela joalheira-mestre Gabi Tolkowsky, que ficou conhecida por ter lapidado o maior diamante do mundo.

A sutileza desse tipo de lapidação, segundo ela, “destaca uma elegância única, pois seu brilho difuso é suave, e pode ser comparado ao brotar de uma flor”.


As alianças vintage e da linha “eduardiana” reforçam ainda mais a herança real da marca, e são as mais procuradas.

As gemas escolhidas pela Garrard também são especiais, e têm, no mínimo, 1 quilate, mas podem chegar a 10, no caso de um anel. Rubis de 50 quilates e outras pedras surpreendentes fazem parte do acervo, mas só são utilizadas em peças chamadas “treasure”, feitas sob encomenda, e sem preço divulgado.


Depois de anos parada no tempo, tendo como único apoio sua rica história, a marca é relançada, desta vez internacionalmente, em 2002.

Agora, vive o desafio de apresentar um design contemporâneo e conquistar novas gerações de consumidores. E, ao que tudo indica, na realeza britânica - ao menos no que depender do príncipe William - isto já está acontecendo.


Website: www.garrard.com

Fonte: Gestão do Luxo

7 comentários:

Renata Bezerra disse...

De babar amigo!!!Simpesmente um luxo!!!Bj e Sucesso sempre!!!

Nicole Pozza disse...

Ótimo material!

simone disse...

Uma joalheria que pouco sabemos sobre a sua história, amei entrar no site e ver tanta coisa linda! Parabéns mais uma vez, por nos colocar a par de tudo que é mais sofisticado.

Regina Passos disse...

Um sonho as jóias, coisa de princesa mesmo. Preciso de um príncipe!!!!

Mary disse...

Um beijinho pra você querido LUÍS HENRIQUE...
SUCESSOO SEMPREEE

Marinara disse...

Simplesmente maravilhosas, coisa de conto de fadas e princesas!

Cristina Nebes disse...

...fui visitar a Gisele e ela comentou que eu adoraria sua pagina, realmente impressionante!