Bloqueio botao direito mouse

domingo, 20 de abril de 2008

AZEITE PERSONALIZADO


Quando se pensa em alimentaçao de luxo, especialmente em se tratando da produção francesa, vêm à mente o foie gras, o caviar, os vinhos e as trufas. Mas outra especiaria faz parte da chamada dieta mediterrânea, a culinária básica desse país: o óleo de oliva. Países como Grécia, Espanha, Portugal, Itália e França dominam a produção mundial desse tipo de azeite e foi no sul da França (única região produtora do país) que conheci um "moulin à huiles"; ou seja, um moinho de óleos. A visita começou com um passeio pelos antigos moinhos, onde o óleo era feito de modo artesanal: as azeitonas (colhidas na fazenda onde se encontra o moinho ou compradas na regiäo de Marseille) eram lavadas com água fresca e, depois de pressionadas para virarem uma espécie de suco, recebiam mais uma prensa e eram centrifugadas para que ocorresse a separação entre óleo e água. No total, o processo - hoje reduzido ao uso de máquinas - durava duas horas. Hoje, tudo acontece de forma mais rápida, mas o custo ainda é grande: para se ter idéia, são necessários 100 kg de azeitonas para a elaboração de um litro de óleo!

Especiaria rica

É exatamente pensando em preservar os maiores produtores mundiais da cópia sem qualidade que já se fala em exigir a denominação DOC (de origem controlada) para os azeites.

Mas atualmente as pessoas não se contentam em consumir azeites de boa procedência, afinal eles apresentam diversas iguarias e nuances de sabor. Marie Pierne, responsável por conduzir os clientes na visita pelo interior do moinho, conta que estão na moda os óleos aromatizados nos sabores de laranja e alecrim. "De qualquer forma, o azeite é muito usado na Europa. Vendemos muito para hotéis e restaurantes de primeira classe e pode-se dizer que o óleo de oliva é hoje um produto alimentar de luxo".

Manjar dos deuses

Pode ser que os deuses gregos e romanos não degustem mais dessa maravilha, mas o luxo supremo acontece entre reis e estrelas do cinema: a possibilidade de produzir seu próprio óleo, com azeitonas cultivadas em sua propriedade e perfeitamente adaptadas a seu paladar.

Marie conta que reis árabes e belgas e alguns artistas fazem exatamente isso. " Eles trazem as azeitonas que mais lhe agradam e fazemos o óleo sob medida", explica. Se você ficou interessado, saiba que o quente clima brasileiro não é o mais apto para o cultivo das oliveiras e que elas podem render, na época da colheita (dezembro e janeiro aqui na França), entre 15 e 60 kg de azeitonas.

Quem não tem cacife para tanto, pode levar um dos óleos expostos na lojinha que se encontra ao final do passeio pelo moinho e que custam entre 15 e 42 euros o litro.

Um pouco de história

A cultura da oliveira remonta ao ano de 3.000 a. C. na Palestina, na Síria e sobretudo na Grécia. Atualmente, a Europa cultiva 650 milhões de oliveiras, o que representa 78% do total mundial. Em 1999, para se ter uma idéia, a Espanha produziu quase 792 toneladas de azeite. O consumo também é mais difundido na Europa. Um grego consome, em média, 19 litros de óleo de oliva por ano.

6 comentários:

Klau disse...

Esse é o cara...
L... LUXO
H... HOMEM
S... SUCESSO

Bjooo da Klau!!!

anasaopaulo disse...

Realmente posso dizer como conhecedora que é na Europa que desgustamos os melhores azeites... mas entre todos que provei, ainda continuo preferindo o de Portugal.
Adorei a matéria.

Valéria disse...

Este blog vai virar mania nacional... Fonte de consulta! Estou amando suas matérias... Você está de parabéns!!!!

Beijos,

Val.

Kátia T. Fonseca disse...

Adorei este texto Lú! Uma super dica de passeio - muito interessante! Adorei.

Aproveito o ensejo para dizer que o azeite extra-virgem é excelente para aumentar o colesterol bom, o HDL, aquele responsável por "limpar" as artérias.

Vale lembrar que São considerados azeites extravirgens aqueles cuja acidez é menor do que 0,8 % e que apresentaram atributos positivos suficientes em testes sensoriais.

jessica disse...

Sem dúvida alguma... desta vez , vc arrasou nas matérias !!!
Vc conseguiu reunir e definir , com tão ótimo bom gosto , estas últimas matérias do seu Blog , PARABÉNS !!
Aquela do Azeite e das Joalherias , foram as minhas preferidas , simplesmente um Luxo... mas vc , Luís , é um Luxo !!
Milhões de bjuss e muito sucesso , meu querido!!

Kátia T. Fonseca disse...

Lú,

segue o link de nossa comunidade, VOCÊ É O QUE COME, cuja matéria sua eu citei!

Ah, é um convite para quem ler o comentário para participar fazer parte da nossa comú!

http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=45111968&tid=2595705833826942092&start=1

Participem! O Lú se encontra neste link!

Kátia T. Fonseca