Bloqueio botao direito mouse

quarta-feira, 6 de julho de 2011

MANSÕES MARÍTIMAS E SEUS DONOS

Com a chegada do verão no Hemisfério Norte, começam a zarpar da Europa, dos Estados Unidos e Emirados Árabes os megaiates dos bilionários.
Confira alguns dos maiores barcos e seus felizardos donos.




Todos os anos, entre junho e setembro, um tipo específico de embarcação passa a singrar os mares com mais freqüência. São barcos com mais de 70 metros e deques recheados de equipamentos, como helicópteros e jet skis, e outras comodidades fundamentais para que a vida de seus donos bilionários seja transferida de seu endereço terrestre para o marítimo. Quando essas mansões marítimas deixam os portos e marinas, é sinal de que está aberta a temporada dos megaiates. Encabeça o seleto grupo de proprietários dessas máquinas flutuantes o magnata russo do petróleo Roman Abramovich, dono do Eclipse, o maior e mais caro iate já construído.


Esses barcos, por abrigarem todo o luxo e a riqueza que os endinheirados podem comprar, levam quatro anos para ser construídos. E, quando se fala em endinheirados, bota dinheiro nisso. “Os compradores possuem fortunas que perduram por mais de sete gerações”, diz Matteo Belardinelli, diretor de vendas e marketing do estaleiro italiano CRN. Seus clientes costumam ser, além de príncipes e sheiks, superexecutivos no comando das maiores companhias do mundo. “Temos somente mil clientes potenciais”, diz Belardinelli.

No Brasil, a temporada dos grandes iates acabou de se encerrar. Por aqui, o mercado é mais modesto e menos ostensivo que o europeu, o americano e o asiático. Por motivos de segurança, os estaleiros são proibidos de divulgar os nomes de seus clientes. No entanto, alguns modelos acabam relacionados a seus proprietários por causa da mídia especializada em celebridades. Como o famoso Lady Laura, iate que já está em sua terceira versão e pertence ao cantor e empresário Roberto Carlos. Um outro bólido dos mares conhecido é o Pershing 115’ do empresário Eike Batista, que atinge velocidade de 100 km/h e custou a fortuna de R$ 85 milhões.

Fonte: ISTOÉ Dinheiro - Edição: 717

5 comentários:

Focun Locações disse...

ESPETÁCULO!

Frederico disse...

O lazer dos multimilionários é assim...

Juliana Coimbra disse...

Mundos diferentes, cada um com a sua diversão!

Fabiana disse...

Quero um barquinho destes....

JOÃO disse...

Os ricos e poderosos adoram seus brinquedinhos de luxo!